Ministério da Agricultura proíbe pesca no Mar

O Ministério da Agricultura de Israel proibiu a pesca no Mar Mediterrâneo até 30 de maio, devido ao rápido declínio da quantidade de peixes e com o objetivo de apoiar um abastecimento sustentável de pescado para o futuro. Todos os métodos de pesca estão proibidos, exceto o uso de varas de pesca na costa. A forma mais agressiva de pescar, usando arrastões ou grandes barcos de pesca que arrastam grandes redes pelo fundo do mar, está proibida até 1º de agosto.

A proibição foi comunicada pela Unidade dos Oceanos da Autoridade de Parques e Natureza, que é responsável por garantir que haja vida marinha saudável para as gerações futuras. A última década tem visto uma queda constante no estoque de peixes para consumo de alimentos, bem como na proteção ambiental, e agora as autoridades são forçadas a administrar as consequências e a cultivar recursos limitados de Israel.

Em 2014, grandes quantidades de peixe foram esgotadas devido à pesca durante todo o ano. Em 2016, um relatório do Ministério da Agricultura mostrou um declínio de 50% em peixes ao largo da costa.

Abril e maio são época reprodutiva para os peixes e, essencialmente, os arrastões esvaziam o mar e afastam a nova geração de peixes. Os efeitos a longo prazo já estão sendo sentidos e impactando o futuro abastecimento de peixes para consumo.

A decisão revoltou os pescadores que são os mais diretamente afetados por essa proibição, pois dependem da pesca como meio de vida. Um grupo de pescadores de Yafo está planejando combater a recente decisão no tribunal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *