Novos passos do governo no combate à pandemia

O Conselho de Ministros da Corona se reunirá hoje (terça-feira) às 14h e decidirá sobre a prorrogação do fechamento e os novos passos de combate à pandemia.

Entre os principais pontos que serão discutidos: a extensão da restrição de tráfego, as datas de abertura do setor privado e do sistema de educação infantil, o fim da proibição de manifestações e a decisão de continuar o fechamento apenas nas cidades vermelhas. Essas são as principais propostas:

1) O Prof. Gamzo apresentará a lista final de cidades nas quais recomenda continuar o fechamento estrito. Uma batalha com os políticos ultraortodoxos é esperada para isso. O presidente do Comitê de Constituição, Yaakov Asher, do Judaísmo da Torá, já deixou claro que se oporá ao esquema existente.

2) O Ministério da Saúde vai propor prorrogar até segunda-feira a regulamentação que estabelece o limite de 1.000 metros, além da proibição de reunir-se com quem não faz parte da família nuclear.

LEIA TAMBÉM

3) Representantes do Partido Azul e Branco vão exigir a abertura imediata já na quarta-feira do setor privado que não atende público. O Ministério da Saúde e o primeiro-ministro se opõem a esta proposta e pedem para esperar até a próxima semana.

4) Quanto ao Sistema de Educação Infantil, o Ministério da Saúde recomendará aguardar a decisão até quinta-feira, e decidir de acordo com os dados de morbidade.

5) A proibição de manifestações seria suspensa imediatamente a partir de quarta-feira com um limite de até 2.000 manifestantes, sem limite para a distância da casa.

Segundo o ministro da Saúde, Yuli Edelstein, somente quando os taxas esperadas de morbidade forem alcançadas, será possível abrir as creches. “Estou otimista e acredito que teremos alívio na próxima semana”, disse ele. “Precisamos de um espaço de duas semanas entre as aberturas, mas as cidades vermelhas permanecerão fechadas”, completou

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *