O que precisa para entrar em Israel a partir de hoje

A nova política que permite a entrada de turistas vacinados em Israel entra em vigor nesta segunda-feira, 1º de novembro.

O novo esquema permite a entrada de turistas individuais que atendam aos critérios estipulados pelo governo sem nenhuma permissão especial. O conceito é abrir os céus para mais viajantes interessados ​​em visitar Israel.

No entanto, na noite de domingo, centenas de viajantes ficaram presos em aeroportos incapazes de embarcar em seus voos até que as companhias aéreas fossem atualizadas sobre a nova política e informadas que poderiam deixar as pessoas embarcarem com base em seus documentos de vacinação.

Um formulário especial, que os passageiros deveriam preencher, ainda não tinha sido atualizado de acordo com as novas regras, e uma fonte do Ministério da Saúde disse que não deveria ser atualizado até o meio-dia desta segunda-feira.

Aqui estão os detalhes que você precisa saber se é elegível para entrar em Israel e como fazê-lo:

Quem pode entrar em Israel?

Qualquer estrangeiro que:

– Foi vacinado com uma vacina aprovada pela Organização Mundial de Saúde ou com a vacina russa Sputnik V, mas apenas de acordo com certas condições (ver abaixo).

– Recuperou-se do coronavírus nos últimos seis meses ou recebeu uma dose de reforço desde a recuperação, há mais de seis meses, mas apenas de acordo com certos critérios (veja abaixo).

– Não passou um tempo em um país “vermelho” com altas taxas de infecção durante os 14 dias anteriores à chegada a Israel.

– Chega pelo Aeroporto Ben-Gurion.

Quais vacinas são aprovadas pela OMS?

– Moderna
– Pfizer
– Johnson & Johnson / Janssen
– AstraZeneca
– Covishield
– Sinopharm
– Sinovac

Quais são as regras para visitantes vacinados?

Para todas as vacinas aprovadas pela OMS, exceto Johnson & Johnson, o seguintes critério se aplica:

– Passaram-se pelo menos 14 dias desde que o indivíduo recebeu duas doses dessas vacinas ou um reforço e não mais do que 180 dias.

Para aqueles que receberam a vacina Johnson & Johnson

– Passaram-se pelo menos 14 dias desde que o indivíduo recebeu a vacina Johnson & Johnson (Johnson & Johnson é uma vacina de dose única) e não mais do que 180 dias.

Regras para uma pessoa recuperada

– As pessoas que se recuperaram devem poder ter uma referência que o sistema do Ministério da Saúde possa autenticar digitalmente, ou seja, um certificado de recuperação ou teste de PCR.

– A pessoa deve ter sido infectada pelo menos 11 dias antes da entrada e não mais do que 190 dias, a menos que a pessoa tenha recebido uma dose de reforço de uma vacina aprovada pela OMS.

Regras para a vacina Sputnik

– Os estrangeiros vacinados com a Sputnik só podem entrar no país a partir do dia 15 de novembro e são obrigados a fazer um teste sorológico na chegada. Somente quando um resultado sorológico positivo for recebido, esses indivíduos poderão sair do isolamento.

– Esses indivíduos devem ter recebido duas doses ou um reforço da vacina Sputnik V pelo menos 14 dias antes da entrada e não mais do que 180 dias antes.

– Se uma pessoa que recebeu a Sputnik chegar e o teste sorológico for negativo, o viajante poderá escolher entre permanecer em Israel isolado por no mínimo sete dias ou retornar imediatamente para casa.

O que deve ser feito antes de entrar em Israel?

– Um teste de PCR até 72 horas antes do embarque, que deverá ser apresentado no portão de embarque.

– Os passageiros precisam fazer o upload de sua vacina digital verificável ou certificado de recuperação ou de suas certificações em papel no formulário de entrada do passageiro no site do Ministério da Saúde para receber o Passaporte Verde antes da viagem. Se uma pessoa não tiver um certificado digital, ela também precisará preencher um formulário para reduzir o período de isolamento para receber um Passaporte Verde. Essa documentação também terá de ser apresentada.

– Um indivíduo recuperado também precisará trazer este certificado de recuperação digital.

– Antes do embarque, os indivíduos que não atendam a esses critérios, mas receberam uma autorização de entrada excepcional do Ministério do Interior, também deverão apresentar esta documentação.

– Também é necessário um seguro de viagem.

O que acontece na entrada?

– As pessoas devem fazer um teste de PCR no aeroporto e esperar isoladas até receberem um resultado negativo e 24 horas se passaram.

– Os vacinados com Sputnik V devem fazer um teste de PCR e um teste sorológico.

– Se o teste de uma pessoa for positivo para COVID-19 durante sua estada em Israel, a pessoa será transferida para um hospital ou hotel estatal de coronavírus sob os auspícios do Comando da Frente Interna. Todo tratamento médico correrá por conta do estrangeiro e da apólice de seguro do indivíduo.

Quais são as penalidades por quebrar as regras?

– Um estrangeiro que apresentar um documento falsificado terá sua entrada negada em Israel por cinco anos.

– Um estrangeiro com resultado positivo para COVID-19, mas se recusar a ficar em um hotel ou violar as regras de isolamento, terá sua entrada negada em Israel por cinco anos.

– Um estrangeiro que não foi considerado positivo para COVID-19, mas ainda viola as regras de isolamento, terá sua entrada negada em Israel por três anos.

Fonte: The Jerusalem Post
Foto: Marcia Cherman Sasson (Revista Bras.il)

3 thoughts on “O que precisa para entrar em Israel a partir de hoje

Fechado para comentários.

%d blogueiros gostam disto: