Rivlin concede a Netanyahu tarefa de montar o governo

Depois de concluir a rodada de consultas, ontem, o presidente Reuven Rivlin decidiu, nesta terça-feira, conceder o mandato para a formação do governo ao líder do Likud, Benjamin Netanyahu, que foi recomendado por 52 membros do parlamento, enquanto Yair Lapid, do Yesh Atid teve 45 recomendações.

O presidente disse que, a partir das consultas que ocorreram ontem, ele teve a impressão de que “nenhum dos candidatos nesta fase tem uma chance real de formar um governo que conquiste a confiança da Knesset. Na verdade, se eu tivesse a lei, eu passaria a decisão de volta à Knesset”, disse Rivlin.

Sobre as acusações contra Netanyahu e o julgamento em curso, ele disse: “Estou bem ciente da posição da opinião pública, segundo a qual o presidente deve abster-se de impor uma posição a um candidato contra o qual uma acusação está pendente. Esta é a linguagem da lei e esta é a decisão do Tribunal Superior que lhe foi submetida”.

“Nesta situação em que há maioria de 52 membros da Knesset que apoiam um determinado candidato e não há outras considerações que indiquem qual dos candidatos podem formar um governo, tomei minha decisão baseado no mapa de recomendações que indica Netanyahu com uma chance um pouco maior de formar um governo. Ele tem o papel de formar o governo”.

LEIA TAMBÉM

Rivlin concluiu: “Esta decisão não é uma decisão fácil aos meus olhos, no nível moral e de valores. Como disse no início do meu discurso, o Estado de Israel não é uma questão natural. Estou tão ansioso quanto vocês pelo meu país, pelo nosso país, mas cumpro o meu dever como presidente do Estado de Israel, sujeito às disposições da lei e das decisões dos tribunais e cumpro a vontade do soberano”.

Fonte: Kipa

Foto: Alex Kolomoisky (Flash90)

2 thoughts on “Rivlin concede a Netanyahu tarefa de montar o governo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *