Sátira com foto de Anne Frank provoca protestos

A Harvard Lampoon, uma revista satírica de estudantes da Universidade de Harvard, pediu desculpas por uma desrespeitosa montagem de uma foto de Anne Frank publicada na semana passada. Todas as cópias da edição em que a foto apareceu foram removidas das prateleiras.

“Foi cedo demais: a tecnologia de envelhecimento virtual nos mostra como a Anne Frank poderia parecer, se ela não tivesse morrido. (…) Acrescente isso às razões pelas quais o Holocausto é uma droga”, é a legenda da montagem da foto, em que Anne aparece com seios avantajados e de biquíni.

A Harvard Lampoon informou que recebeu muitas reações de pessoas que se sentiram ofendidas com a publicação. “Percebemos a seriedade do que aconteceu e entendemos que devemos assumir a responsabilidade por nossas ações. Lamentamos qualquer dano que tenhamos causado. Além disso, queremos afirmar e enfatizar que o Lampoon condena toda e qualquer forma de antissemitismo. (…) Vamos abordar o conteúdo da nossa revista com mais cuidado no futuro. Estamos cientes de que há pouca supervisão editorial no processo de publicação.”

A revista prometeu um plano de melhoria no seu processo de revisão. Em uma reação, a Universidade de Harvard chama a publicação de “muito ofensiva e escandalosa”.

A judia Anne Frank ficou conhecida postumamente por seu diário, que escreveu durante sua permanência em um anexo secreto de uma casa em Amsterdã. Ela tinha 15 anos quando morreu no campo de concentração de Bergen Belsen. Seu diário é um dos livros mais lidos do mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *