Transporte público no Shabat em Tel Aviv

O Comitê Municipal de Finanças de Tel Aviv aprovou o orçamento para ativar o transporte público aos sábados na cidade. O plano envolvendo várias cidades centrais permitirá que sete linhas de ônibus forneçam aos residentes transporte gratuito no dia de descanso judaico.

O projeto, em cooperação com as cidades de Givatayim, Kiryat Ono e Ramat Hasharon, incluirá sete linhas de transporte gratuito e deve começar a operar até o final do ano. Estima-se que custe 12,5 milhões de NIS (US$ 3,5 milhões) durante o primeiro ano e os custos podem aumentar à medida que outras cidades se juntarem. Outras cidades anunciaram recentemente suas intenções de começar a fornecer transporte público aos sábados, incluindo Ramat Gan e Ganei Tikva. No início deste ano, uma linha de ônibus gratuita de sábado foi lançada na cidade de Tiberíades, no Norte.

O transporte público no Shabat é fortemente contestado pelo establishment religioso de Israel. Enquanto isso, os israelenses seculares há muito se irritam com a falta de mobilidade em seus dias de folga, a menos que tenham um carro.

“O objetivo é fornecer uma solução para a crescente demanda pública para encontrar uma solução para o problema do transporte, oferecer transporte alternativo e ajudar a reduzir a dependência dos moradores de Tel Aviv em carros particulares”, disse o prefeito de Tel Aviv, Ron Huldai.

“Isso ajudará a reduzir o custo de vida, facilitará o fluxo do tráfego, reduzirá a escassez de estacionamento e permitirá a mobilidade de grupos economicamente mais fracos que não possuem veículos particulares”, afirmou.

O site de notícias Ynet informou, na semana passada, que os partidos Shas e Judaísmo da Torá Unida planejam exigir legislação que bloqueie estas iniciativas como uma condição prévia para ingressar em qualquer governo.