Tratamento pode tirar pacientes COVID de ventiladores

Um estudo da Universidade Hebraica mostra que uma droga redutora de lipídios reduz a inflamação em pacientes com Coronavírus (COVID-19) em 48 horas e elimina a necessidade de suporte de oxigênio em cinco a sete dias.

O vírus SARS-CoV-2 infectou mais de 165 milhões de pessoas em todo o mundo, causando quase 3,5 milhões de mortes. Os esforços de vacinação recentes foram prejudicados por múltiplas variantes do coronavírus que desafiam as vacinas existentes. Embora a infecção geralmente produza uma doença leve, em alguns pacientes pode evoluir para um COVID-19 inflamatório grave que requer intervenção médica.

Recentemente, a equipe do professor Yaakov Nahmias da Universidade Hebraica de Jerusalém relatou que o novo coronavírus causa acúmulo anormal de lipídios, que são conhecidos por iniciar uma inflamação severa em um processo chamado lipotoxicidade.

A equipe identificou o medicamento para redução de lipídios TriCor (fenofibrato) como um antiviral eficaz no ano passado, mostrando em laboratório que reduzia os danos às células pulmonares e bloqueava a replicação do vírus. Esses resultados foram confirmados por várias equipes de pesquisa internacionais.

Um estudo observacional realizado em vários centros clínicos em Israel foi relatado em outubro passado para apoiar as descobertas originais. A equipe então lançou um estudo clínico de intervenção para tratar pacientes graves de COVID-19 no Centro Médico Barzilai, de Israel, com o apoio dos Laboratórios Abbott.

LEIA TAMBÉM

Agora, a equipe da Universidade Hebraica está relatando resultados promissores de um estudo clínico de intervenção aberta liderado por Nahmias e coordenado pelo Prof. Shlomo Maayan, Chefe da Unidade de Doenças Infecciosas do Barzilai.

Neste estudo, 15 pacientes COVID-19 hospitalizados em estado grave com pneumonia, que requerem suporte de oxigênio foram tratados. Além do tratamento padrão, os pacientes receberam 145 mg/dia de TriCor por 10 dias e monitoraram continuamente a progressão da doença e os resultados.

“Os resultados foram surpreendentes”, partilhou Nahmias. “Os marcadores de inflamação progressiva, que são a marca registrada do COVID-19, caíram 48 horas após o tratamento. Além disso, 14 dos 15 pacientes graves não necessitaram de suporte de oxigênio depois de uma semana de tratamento, enquanto os registros históricos mostram que a grande maioria dos pacientes graves tratados com o tratamento padrão requer suporte respiratório prolongado”, acrescentou.

Esses resultados são promissores, já que o TriCor foi aprovado pelo FDA em 1975 para uso de longo prazo e possui um forte histórico de segurança.

Nahmias enfatizou que “o fenofibrato é muito mais seguro do que outros medicamentos propostos até o momento, e seu mecanismo de ação torna menos provável que seja específico para uma variante”.

“Todos os pacientes receberam alta menos de uma semana após o início do tratamento e tiveram alta para completar o tratamento de 10 dias em casa, sem eventos adversos relatados, relacionados ao medicamento”, observou Maayan.

“Além disso, menos pacientes relataram efeitos colaterais de COVID-19 durante a consulta de acompanhamento de quatro semanas”, acrescentou. Essas descobertas preliminares oferecem a promessa de aliviar os encargos substanciais à saúde experimentados por pacientes que sobrevivem à fase aguda do COVID-19”, disse ele.

Os pesquisadores enfatizaram que, embora os resultados tenham sido extremamente promissores, apenas estudos randomizados controlados por placebo podem servir de base para decisões clínicas. “Entramos na segunda fase do estudo e estamos recrutando pacientes ativamente”, explicou Nahmias, destacando que dois estudos de Fase 3 já estão sendo conduzidos na América do Sul, Estados Unidos e Israel.

Fonte: The Jerusalem Post
Foto: PxFuel

One thought on “Tratamento pode tirar pacientes COVID de ventiladores

Fechado para comentários.