Turistas provocam pânico no Aeroporto Ben Gurion

Uma família americana provocou pânico no aeroporto Ben Gurion, nesta quinta-feira, quando tentou embarcar levando na bagagem uma parte de uma bomba antiga e não detonada.

A Autoridade de Aeroportos disse que a família viajou para as Colinas de Golã, no norte de Israel, onde uma das crianças encontrou a munição, que a autoridade disse se tratar de um pedaço de obus.

A região foi palco de violentos combates na Guerra dos Seis Dias de 1967, e resquícios do conflito, como minas terrestres e arame farpado, estão espalhados pela área.

A Autoridade de Aeroportos divulgou uma foto da munição enferrujada, que parecia ser parte de um projétil de artilharia, embrulhada em um saco plástico.

“Quando eles chegaram para verificar sua bagagem, eles mostraram o pedaço da granada para a segurança”, disse a Autoridade de Aeroportos, que anunciou a evacuação da área.

O pânico se instalou entre os passageiros no terminal de embarque quando o anúncio de evacuação provocou temores de um ataque.

LEIA TAMBÉM

Um israelense de 32 anos subiu na esteira de bagagem, correu em cima dela e caiu. Ele ficou ferido e foi levado para um hospital para tratamento.

Um vídeo mostrou viajantes correndo no saguão de embarque, gritando, deitados no chão e se escondendo debaixo das mesas para se proteger, enquanto um anúncio pedia que eles evacuassem “lentamente” a área.

Depois que a segurança descartou qualquer perigo, os passageiros foram autorizados a voltar ao terminal.

A família foi autorizada a embarcar no avião de volta aos EUA após uma breve investigação, disse a autoridade, mas não foi autorizada a levar a bomba com eles.

Fontes: The Jerusalem Post e The Times of Israel
Foto: Captura de tela e Autoridade Aeroportuária

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.