Aeroporto abrirá para até 2.000 pessoas por dia

Depois das ameaças dos Estados Unidos, da proibição de pouso para as aeronaves da El Al, o Gabinete do Corona aprovou hoje (domingo) um plano dos Ministérios dos Transportes e da Saúde para uma abertura limitada do Aeroporto Ben Gurion que incluirá a permissão de voos de companhias aéreas estrangeiras e a circulação de até 2000 passageiros por dia.

O Ministério dos Transportes propôs, inicialmente, a permissão para a entrada de de 5 mil passageiros, mas afirmou que o Ministério da Saúde não teria capacidade de atender à carga demanda encaminhamentos dos passageiros ao Comitê de Exceções que pediriam para não ficarem em isolamento em hotéis. Portanto, decidiu-se reduzir o número máximo de passageiros para 2.000 por dia.

De acordo com a proposta, os voos para o Aeroporto Ben Gurion serão divididos igualmente entre empresas israelenses e estrangeiras. O Ministério dos Transportes permitirá a combinação de voos de companhias aéreas estrangeiras e aprovará a lista de voos e países de origem.

LEIA TAMBÉM

Emendas legislativas serão feitas para conceder poderes adicionais aos inspetores do Aeroporto Ben Gurion. O Ministério da Saúde responderá às solicitações do comitê de exceções para até 2.000 passageiros por dia e o Ministério da Defesa será responsável pelo encaminhamento dos passageiros que necessitarem de quarentena em hotéis.

Na quinta-feira passada, funcionários do governo Biden afirmaram que Israel estava violando os acordos de aviação entre os países ao permitir voos de resgate de israelenses apenas para as empresas israelenses. As mesmas fontes argumentaram que, pelo acordo, deveria haver igualdade de oportunidades entre as empresas americanas e israelenses na operação de voos para o aeroporto Ben Gurion.

Foto: PESP (Wikimedia Commons)

2 thoughts on “Aeroporto abrirá para até 2.000 pessoas por dia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *