Aprovada terceira dose para maiores de 50 anos

O painel de consultores especialistas em saúde decidiu recomendar ao governo a redução da idade em que os israelenses são elegíveis para uma terceira dose da vacina contra o coronavírus, de 60 para 50 anos.

As organizações de saúde Clalit, Maccabi e Meuhedet disseram que os segurados poderão começar a programar a dose de reforço a partir desta sexta-feira.

Na reunião de quinta-feira, alguns membros do painel defenderam a expansão da faixa etária para maiores de 40 anos, de acordo com o Canal12. Segundo a reportagem, o primeiro-ministro Naftali Bennett tem colocado uma pressão significativa sobre as autoridades de saúde, membros do gabinete e até membros do painel consultivo para autorizar a vacina para maiores de 40 anos.

Nem todos no gabinete concordaram com a redução da idade para 40 anos. O ministro da Justiça, Gideon Sa’ar, argumentou que o governo deveria começar reduzindo a elegibilidade para a terceira dose para aqueles com mais de 50 anos, e só então diminuindo gradualmente.

Bennett elogiou a recomendação de vacinar maiores de 50 anos, chamando-a de “a decisão certa para a saúde dos cidadãos israelenses” e “um passo importante na luta contra a variante Delta”.

Ele pediu a todos aqueles com mais de 50 anos para tomarem a vacina “já amanhã de manhã. Saia e seja vacinado. Trata-se de salvar vidas. Está em nossas mãos”.

LEIA TAMBÉM

Também na quinta-feira, o Gabinete do Primeiro Ministro anunciou que mais de 2.000 multas foram aplicadas pela polícia no dia anterior àqueles que infringiram os regulamentos do coronavírus, um salto de 400 por cento em relação ao início da semana.

De acordo com dados divulgados pelo governo, a polícia aplicou 64 multas por quebra de quarentena obrigatória, 72 multas por violações do sistema Passaporte Verde e 1.927 multas por não uso de máscara em áreas obrigatórias.

Bennett instruiu a polícia a reprimir todos aqueles que violam as restrições determinadas pelo governo, no esforço para conter o aumento das taxas de infecção.

No início do dia, Bennett conversou com o CEO da Pfizer, Albert Bourla, e solicitou tentar acelerar a aprovação da vacina COVID-19 para menores de 12 anos.

Bourla disse a Bennett que vê o problema como de grande importância e trabalhará da melhor maneira possível para acelerar o processo.

Fonte: The Times of Israel

One thought on “Aprovada terceira dose para maiores de 50 anos

Fechado para comentários.