Assistência habitacional para imigrantes da Ucrânia

O governo de Israel aprovou neste domingo um plano para fornecer assistência de aluguel de emergência a novos imigrantes da Ucrânia e de outros países da antiga União Soviética, após a invasão da Ucrânia pela Rússia no final de fevereiro.

A assistência será de NIS 2.300 por mês, durante um ano, para pessoas sozinhas, NIS 2.900 para casais com até dois filhos e NIS 3.400 para famílias com três ou mais filhos. O plano foi anunciados pelos ministérios de finanças, imigração e absorção e habitação em um comunicado conjunto. Os imigrantes não precisarão apresentar um contrato de aluguel para reivindicar os benefícios.

Os benefícios são apenas para imigrantes que são elegíveis para cidadania e não para todos os refugiados.

O plano foi proposto pela ministra da Imigração e Absorção, Pnina Tamano-Shata, pelo ministro das Finanças, Avigdor Liberman, e pelo ministro da Habitação, Ze’ev Elkin, como parte dos preparativos do governo, que espera uma onda de dezenas de milhares de imigrantes da Ucrânia, Rússia e Bielorrússia.

“A maioria dos imigrantes está fugindo da guerra na Ucrânia e chegando depois de uma jornada difícil, forçados a deixar para trás todas as suas propriedades e dinheiro”, disse Tamano-Shata. “Nós, como governo, estamos comprometidos em ajudá-los e facilitar ao máximo para eles.”

Este apoio financeiro será concedido independentemente da renda e além do pacote financeiro de seis meses fornecido a cada novo imigrante que varia entre NIS 2.700 e NIS 6.400 mensais, bem como a ajuda adicional concedida aos imigrantes refugiados que varia entre NIS 6.000 e NIS 15.000 por mês, disse o comunicado.

LEIA TAMBÉM

Os ministérios esperam que o pacote de ajuda aumente significativamente a renda disponível para novos imigrantes e facilite sua absorção rápida e eficiente na sociedade israelense.

Liberman disse que a decisão “simboliza a essência do sionismo e a responsabilidade mútua sobre a qual o Estado de Israel foi estabelecido – ser um lar para todos os judeus do mundo”.

“Estamos comprometidos com todo judeu que queira vir e construir sua vida em Israel, a qualquer momento”, disse Elkin no comunicado. “Agora muito mais, quando suas vidas estão em perigo”.

A Agência Judaica disse, na semana passada, que tratou de mais de 10.000 novos imigrantes da Ucrânia e da Rússia desde o início da guerra, e recebeu mais de 30.000 ligações perguntando sobre a imigração para Israel.

Quando a Rússia iniciou sua invasão, alguns voos de imigração chegavam a Israel a cada semana. Isso logo evoluiu para pelo menos um por dia, trazendo cerca de 150 imigrantes de cada vez. Agora, centenas de novos imigrantes chegam a Israel todos os dias, de acordo com o Ministério de Imigração e Absorção.

Fonte: The Times of Israel
Foto: Gil Cohen Magen (Shutterstock). Imigrantes ucranianos chegam ao Aeroporto de Tel Aviv em 20 de fevereiro de 2022

One thought on “Assistência habitacional para imigrantes da Ucrânia

Fechado para comentários.