Casos graves de COVID-19 voltam a subir

Pela primeira vez em cerca de um mês e meio, o Centro Nacional de Informação e Conhecimento do Coronavírus registrou um aumento no número de casos graves de COVID-19, a doença causada pelo novo coronavírus.

O número de casos graves passou de 304 na quinta-feira para 313 no sábado e domingo. O número de pacientes em ventiladores aumentou durante a noite de 121 no sábado para 131 no domingo. O número de mortos aumentou para 2.757. O número de pacientes internados em geral também aumentou na última semana, de acordo com o centro de conhecimento.

O aumento foi relacionado ao número de infecções diárias, que continua alto, com 415 novos casos do novo coronavírus relatados no sábado e 2,8% dos testes com resultado positivo, de acordo com uma atualização matinal de domingo pelo Ministério da Saúde.

O Centro de Informação alertou que continuar a relaxar as restrições sem medidas de proteção pode acelerar o índice de infecção. O centro também alertou que, embora o progresso tenha sido anunciado em relação às vacinas, as vacinações provavelmente não afetarão significativamente o surto em Israel durante o inverno, o que significa que os israelenses ainda precisam ser cautelosos e seguir estritamente as diretrizes.

LEIA TAMBÉM

O número R era de 1,06 na manhã de domingo, segundo relatório do Ministério da Saúde. O número R é o número de pessoas que uma pessoa infectada infectará em média. Se for inferior a 1, a pessoa infectará menos do que outra, o que significa que o surto está diminuindo. Se estiver acima de 1, a pessoa infectará mais de uma e o surto está crescendo.

Os avisos do centro de conhecimento vêm no momento em que o gabinete do coronavírus considera o retorno de mais alunos às escolas em cidades verdes em todo o país e à medida que shoppings e proprietários de negócios exigem permissão para reabrir.

Foto: IDF Spokesperson’s Unit / CC BY-SA 3.0

One thought on “Casos graves de COVID-19 voltam a subir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *