Cateterismo cardíaco para reparar defeito congênito

Pela primeira vez em Israel, o Hadassah University Medical Center usou o procedimento de cateterismo cardíaco para curar um paciente que sofre de um defeito congênito do coração, informou o The Jerusalem Post.

O cateterismo cardíaco é um procedimento no qual um tubo fino é inserido através de um vaso sanguíneo no coração para diagnosticar ou tratar certas doenças cardíacas como, por exemplo, batimentos cardíacos irregulares ou artérias defeituosas.

O procedimento foi realizado em Yair Yifrach, 68 anos, residente em Jerusalém, que até o último domingo, tinha exigido várias cirurgias de coração aberto para tratar sua deficiência.

“Há um ano, fui diagnosticado com um defeito cardíaco congênito”, disse ele. “Durante o treinamento para uma corrida, comecei a ter um pulso extremamente rápido. Desde então comecei a ter pulso irregular”, disse.

Yifrach passou por uma série de testes extensos quando foi inicialmente confirmado que ele nasceu com um defeito cardíaco. O Dr. Gur Mainzer, do Hadassah, confirmou que sofria de um defeito cardíaco chamado defeito do septo atrial do seio venoso, relatou o Jewish Link.

Os médicos decidiram que Yifrach deveria passar por uma cirurgia para corrigir e reduzir a carga de sangue que flui para os pulmões que estava causando batimentos cardíacos irregulares. Foi pensada a possibilidade de realizar o tratamento com cateterismo ao invés de cirurgia, por ser uma operação mais fácil para o paciente.

LEIA TAMBÉM

“Até hoje, o tratamento desses defeitos tem exigido cirurgia cardíaca aberta, que inclui abertura do tórax, abertura do coração e reparo do septo”, diz o Dr. Sagui Gavri, diretor do Departamento de Pediatria.

O procedimento foi realizado por uma equipe de cardiologistas que incluía Gavri, Mainzer, Dr. Nurit Yaakobi (cardiologista pediátrico especializado em cateterismo pediátrico) e Dr. Julius Golander, diretor da Unidade de Cardiologia Pré-Operatória de Hadera, juntamente com o Prof. Eric Rosenthal, pediatra e cardiologista de Londres. Rosenthal se ofereceu para vir a Israel realizar o procedimento pela primeira vez no país e está entre os primeiros a aplicar esse método para fechar defeitos por meio de cateterismo.

“Decidi fazer a operação no Hadassah mesmo sendo a primeira realizada em Israel, mas como confio nos médicos do país, e principalmente no Dr. Mainzer, que é uma pessoa e cardiologista incrível, coloquei meu coração em suas mãos”, diz Yifrach.

A operação foi bem sucedida e Yifrach recebeu alta em excelentes condições.

Fonte: EnlaceJudíoMexico
Foto: Canva