Concurso Miss Hitler já tem candidata favorita

Depois de ser banido do Facebook e do Instagram, em janeiro, o português Mário Machado, promotor do concurso Miss Hitler, encontrou uma rede social onde pode escrever livremente aquilo que pensa. No VKontakte (VK), o equivalente russo ao Facebook, o líder da Nova Ordem Social (NOS) tem feito publicações xenófobas, islamofóbicas e neonazistas, sem filtro.

Em recente encontro, promovido por seu partido, antissemitismo foi uma característica decisiva na escolha dos oradores. Uma das oradoras foi a italiana Francesca Rizzi, que apesar de não pertencer a nenhum movimento nacionalista assume-se como uma “ativista nacional socialista”. Na rede social russa VK, é a finalista mais bem colocada para vencer o concurso… Miss Hitler 2019.

Francesca concorre com três norte-americanas, uma sueca, uma britânica e uma alemã. A italiana vai concorrer com o nome Eva Braun, em homenagem à esposa de Adolf Hitler, líder do Terceiro Reich, ditador nazista responsável pelo Holocausto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *