Estradas da área de Gaza permanecem fechadas

As restrições nas estradas perto da Faixa de Gaza permanecerão por mais um dia, disseram autoridades locais, na noite de terça-feira, quando Israel alertou que responderia com força a qualquer ataque de vingança após a prisão de um líder terrorista.

Relatos indicavam que os esforços estavam em andamento para acalmar as tensões após a captura de Bassem Saadi, que lidera a Jihad Islâmica Palestina em Jenin, na Samaria e Judeia.

As estradas na área de Gaza foram fechadas na manhã de terça-feira e os moradores da área foram instruídos a ficar perto de abrigos por medo de ataques de foguetes ou mísseis antitanque em vingança pela prisão de Saadi.

Em uma mensagem aos moradores, os conselhos regionais de Sdot Negev e Eshkol disseram que todos os fechamentos de estradas permaneceriam pelo menos até quarta-feira, após uma avaliação das Forças de Defesa de Israel.

Mais cedo, as autoridades haviam indicado que a restrição poderia ser suspensa se a situação permanecesse calma até a noite. Não foram informados os motivos da mudança.

Relatos das mídias israelense e palestina dizem que Israel continua a pressionar o governo de Gaza, o Hamas, por meio de mediadores egípcios para diminuir as tensões e conter a Jihad Islâmica. Mediadores egípcios foram a Gaza para tentar convencer a Jihad Islâmica de quaisquer ataques de vingança.

LEIA TAMBÉM

O Canal 12 informou que autoridades israelenses, com o risco de um ataque iminente, transmitiram uma mensagem via Egito aos líderes da Jihad Islâmica e ao Hamas, que governa a Faixa de Gaza, indicando que Jerusalém não estava interessada em uma nova rodada de combates, mas responderia duramente a qualquer ataque ou violação de sua soberania.

A prisão e os vídeos que mostravam Saadi sendo arrastado por soldados alimentaram a raiva palestina e os rumores de que ele havia sido morto.

Saadi foi capturado pelas forças em Jenin junto com seu genro e assessor, Ashraf al-Jada.

Ontem à tarde, as FDI divulgaram uma atualização sobre os fechamentos de estradas, dizendo que a Estrada 232 entre Mefalsim e Sa’ad e as estradas de acesso para agricultores nas proximidades foram fechadas, mas a estrada entre Sa’ad e Kerem Shalom foi reaberta ao tráfego.

Todas as cidades ao longo da fronteira têm rotas alternativas de saída, exceto Kerem Shalom e Kibutz Nahal Oz, que foram totalmente bloqueadas devido às restrições.

Fonte: The Times of Israel
Foto: © Simon Mannweiler, CC BY-SA 4.0 (Wikimedia Commons)

One thought on “Estradas da área de Gaza permanecem fechadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.