Frades franciscanos voltam ao local do batismo de Cristo

Pela primeira vez em 54 anos, os frades Franciscanos da Custódia da Terra Santa puderam celebrar uma missa no local do batismo de Cristo.

A Missa para a festa do Batismo do Senhor foi celebrada na Igreja de São João Batista em Qasr Al-Yahud, um santuário construído em 1956 e localizado às margens do rio Jordão.

Os frades franciscanos da Custódia da Terra Santa são donos do terreno de 135 acres desde 1632, mas foram forçados a fugir em 1967, quando estourou a guerra entre Israel e Jordânia.

As autoridades israelenses reabriram o local aos peregrinos em 2011, mas a desminagem da área só começou em março de 2018, terminando em outubro daquele ano.

LEIA TAMBÉM

Em outubro de 2020, as chaves foram devolvidas aos frades franciscanos, que puderam iniciar o processo de limpeza e restauração necessária para torná-la segura para os peregrinos.

A missa foi seguida por uma segunda procissão até um altar diretamente na margem do rio Jordão, onde os frades leram um trecho do Livro dos Reis.

Devido às restrições da COVID-19, somente 50 pessoas compareceram à missa. Dom Leopoldo Girelli, núncio apostólico em Israel e Chipre e delegado apostólico em Jerusalém e Palestina, esteve presente, junto com representantes das autoridades militares israelenses.