Israel é culpado de apartheid e tortura, diz relatório da ONU

Israel é culpado de apartheid, tortura e exploração racial de árabes e deve ser responsabilizado pela comunidade internacional por essas violações de direitos humanos, escreveu o jurista canadense Michael Lynk em um relatório a ser lançado pelo Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas (UNHRC).

Lynk, que atua como “Relator Especial da UNHRC sobre a situação dos Direitos Humanos nos territórios palestinos”, deve divulgar as conclusões completas de seu relatório nesta quinta-feira.

“Com os olhos da comunidade internacional bem abertos, Israel impôs à Palestina uma realidade do apartheid em um mundo pós-apartheid”, escreveu Lynk, segundo trechos do relatório obtido pela mídia israelense.

O relatório não fez menção a grupos terroristas palestinos como o Hamas e a Jihad Islâmica ou ataques terroristas perpetrados por cidadãos árabes de Israel, mas acusou que “a tortura continua sendo usada, na prática, por Israel contra palestinos detidos”.

Tampouco mencionou a tortura de seu próprio povo pela Autoridade Palestina, como observou o jornalista árabe Khaled Abu Toameh.

Uma iniciativa do governo israelense de conceder permissões de trabalho aos habitantes de Gaza, o que lhes permitiria trabalhar em Israel por salários e benefícios mais altos, é evidência da “exploração do trabalho de um grupo racial” pelo Estado judeu, sugeriu Lynk.

LEIA TAMBÉM

Negligenciando o fato de que a Faixa de Gaza é uma entidade autônoma sem presença interna de civis ou militares israelenses e uma fronteira compartilhada com o Egito, Lynk acusou Israel de usar Gaza para “armazenamento indefinido de uma população indesejada de dois milhões de palestinos”.

No final de seu relatório, Lynk, que tem uma longa história de preconceito anti-Israel, recomendou que a ONU e a comunidade internacional designassem oficialmente Israel como um estado de apartheid e inserissem oficialmente esse rótulo no registro e site do UNHRC.

Fonte: World Israel News
Foto (ilustrativa): University of Tennessee, Knoxville (Facebook)

5 thoughts on “Israel é culpado de apartheid e tortura, diz relatório da ONU

Fechado para comentários.

%d blogueiros gostam disto: