Israel e Dubai: cooperação nas bolsas de diamante

As bolsas de diamantes de Israel e Dubai assinaram um acordo para promover a cooperação e o comércio direto entre os principais centros de diamantes do Oriente Médio.

A parceria firmada em uma cerimônia de videoconferência, foi uma boa notícia para uma indústria duramente atingida pela pandemia do coronavírus e uma demanda global mais fraca.

Como parte do negócio, a Israel Diamond Exchange (IDE) vai abrir um escritório em Dubai e o Dubai Multi Commodities Centre (DMCC) vai abrir um em Ramat Gan, sede da bolsa israelense.

As duas partes afirmaram que vão compartilhar experiências e conhecimentos, trabalhar para promover o comércio bilateral e colaborar em exposições, visitas e conferências. Eles também concordaram em sediar uma feira de diamantes Israel-Dubai a ser realizada em Dubai e Ramat Gan e promover o comércio eletrônico.

LEIA TAMBÉM

Israel é um dos principais exportadores de diamantes polidos. O presidente da IDE, Yoram Dvash, disse que Dubai, com sua zona franca e condições comerciais convenientes, se tornou um dos centros diamantíferos mais importantes do mundo.

O Dubai Diamond Exchange faz parte do DMCC, de propriedade do governo. O valor total dos diamantes brutos e polidos negociados em Dubai no ano passado ultrapassou US$ 23 bilhões. “Este acordo atrairá empresas para o emirado, bem como impulsionará o comércio regional e internacional dessa gema”, disse Ahmed Bin Sulayem, presidente executivo da DMCC e presidente da Dubai Diamond Exchange.

As exportações de diamantes de Israel caíram 28% em 2019.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *