Israel tem o menor número de casos de COVID em 14 meses

Israel tem apenas 100 casos graves agora, à medida que as taxas de infecção continuam diminuindo desde o pico da pandemia em janeiro, resultado da uma campanha agressiva de vacinação

Enquanto Israel continua sua campanha de vacinação líder mundial, apenas 13 novos casos de coronavírus foram diagnosticados no país no sábado, a taxa mais baixa em 14 meses, de acordo com dados do Ministério da Saúde divulgados no domingo.

De acordo com o Ministério, um total de 9.238 testes de coronavírus foram realizados no sábado, com 0,1% retornando positivo. Embora os números do fim de semana sejam geralmente significativamente mais baixos devido à redução dos testes, os novos números ainda representam uma queda em relação à taxa de positividade do último fim de semana, que foi de em 0,5%.

Dos 1.310 casos ativos no país, 100 são casos graves, incluindo 60 pessoas em ventiladores, mostraram dados do Ministério da Saúde. O número de mortos até hoje é de 6.366.

À medida que as infecções diminuíram, Israel retirou as restrições à vida pública, incluindo o fim da exigência de uso de máscaras faciais ao ar livre, que terminou no mês passado.

LEIA TAMBÉM

No final do mês passado, Israel ultrapassou a marca de mais de 5 milhões de pessoas que receberam as duas doses da vacina.

De acordo com o Ministério da Saúde no domingo, 5.049.828 receberam a segunda dose  representando mais de 60% da população total e mais de 80% da população elegível com idade acima de 16 anos. Um total de 5.401.155 pessoas receberam pelo menos uma dose da vacina.

O programa de vacinação de Israel, baseado na vacina da Pfizer-BioNtech, manteve a maior taxa de inoculação per capita do mundo desde que começou no final de dezembro.

O país está se preparando para começar a vacinar crianças de 12 a 15 anos assim que a Food and Drug Administration (FDA) dos EUA aprovar o uso da vacina para crianças nessa faixa etária.

No domingo, as Forças de Defesa de Israel (FDI) se declararam livres do coronavírus, pois registraram zero casos ativos da doença em suas bases, pela primeira vez desde o surto do vírus.

Os militares relataram seu primeiro caso de coronavírus em 2 de março de 2020, quando um soldado testou positivo para a doença. O número de recrutas, oficiais de carreira e funcionários civis das FDI diagnosticados com a doença aumentou e diminuiu no intervalo de 14 meses, atingindo o pico em fevereiro, com mais de 3.000 casos.

Em março, as FDI declararam que haviam alcançado “imunidade de rebanho” contra a doença, já que mais de 80% de todos os militares foram vacinados ou se recuperaram do coronavírus.

Fonte: The Times of Israel
Foto: U.S. Secretary of Defense, CC BY 2.0, via Wikimedia Commons

One thought on “Israel tem o menor número de casos de COVID em 14 meses

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *