Máscara obrigatória em eventos ao ar livre

O Ministério da Saúde aprovou medidas preventivas como a obrigatoriedade do uso de máscara em eventos ao ar livre e a aprovação da administração da quarta dose da vacina para pessoas com sistema imunológico imunossuprimido.

O diretor-geral do Ministério da Saúde, Nachman Ash, decidiu adiar a aprovação da quarta vacina para maiores de 60 anos e para pessoal médico, contra recomendação da Equipe de Gestão da Epidemia (MTE) de 21 de dezembro.

Ash também anunciou, durante a coletiva de imprensa com a presença do Ministro da Saúde, Nitzan Horowitz, do Comissário para o Coronavirus, Professor Salman Zarka, e da Chefe dos Serviços de Saúde Pública, Dra. Sharon Alroy-Preis, que já está em vigor a obrigatoriedade do uso de máscara ao ar livre para reuniões com mais de 50 pessoas.

Pesquisadores da Universidade Hebraica preveem que, em menos de duas semanas, os novos casos diários de coronavírus chegarão a 15.000 a 20.000. De acordo com o relatório, até o final de janeiro haverá entre 1.000 e 2.500 casos graves em todo o país.

Como parte dos esforços para se preparar para a nova onda de infecções, já estão em Israel as pílulas antivirais orais da Pfizer contra COVID, o primeiro tratamento domiciliar do mundo. A droga inibe a atividade da enzima protease, necessária ao processo de replicação do vírus no organismo.

A caminho das celebrações do Ano Novo neste fim de semana, Horowitz apelou aos cidadãos para “tomarem cuidado” e que infectar outras pessoas é uma responsabilidade pessoal. “Não vamos enviar um policial e um inspetor para verificar todas as pessoas”, disse ele. “Aja com responsabilidade consigo mesmo e com aqueles ao seu redor.”

LEIA TAMBÉM

Elroy-Preis enfatizou, mais uma vez, a importância de vacinar as crianças imediatamente.

Na quarta-feira, a Comissão de Constituição, Lei e Justiça da Knesset votou para permitir que cidadãos que trabalhem no exterior ou tenham parentes de primeiro ou segundo grau fora do país obtenham uma isenção de viagem em certos casos, mesmo se o país de destino estiver na lista vermelha de Israel.

A nova política de isolamento de Israel entrou em vigor na quinta-feira. Pessoas vacinadas que entram em contato com uma pessoa doente devem fazer um teste rápido de antígeno. Se o resultado for negativo, eles podem continuar com sua rotina.

Se o resultado do teste for positivo, ela deve fazer um teste de PCR. Se for obtido um resultado negativo, a pessoa pode continuar com sua rotina. Se o teste for positivo, eles devem ser isolados por 10 dias ou até que tenham se recuperado, de acordo com seu médico.

Fonte: Noticias de Israel
Foto: Miriam Alster (Flash90)

2 thoughts on “Máscara obrigatória em eventos ao ar livre

Fechado para comentários.

%d blogueiros gostam disto: