Ministra apresenta plano para turismo em Israel

Israel planeja reabrir para turistas em maio, de olho em viajantes dos Emirados Árabes Unidos, mas o Ministério da Saúde recomenda que o programa seja adiado até junho, citando a variante da Índia.

Nesta terça-feira, a Ministra do Turismo, Orit Farkash-Hacohen, divulgou um plano de quatro partes à imprensa, incluindo uma campanha publicitária em nível mundial, incentivos de voo para Eilat, a reintrodução de grandes eventos internacionais, e a definição dos aspectos mais técnicos da viagem durante a pandemia, incluindo vacinações e testes sorológicos.

O plano do Ministério do Turismo é reabrir o país aos turistas vacinados a partir do próximo mês, com Israel buscando especificamente atrair viajantes dos Emirados Árabes Unidos, Estados Unidos e Reino Unido. “Esses são os países com alto percentual de vacinação e as cidades com grande potencial econômico para Israel”, disse Farkash-Hacohen.

O Ministério da Saúde, no entanto, recomendou na terça-feira o adiamento do relançamento do turismo até junho, citando variantes mortais do coronavírus que varreram muitos países, principalmente a Índia.

A primeira parte da campanha será composta por outdoors digitais anunciando Israel como destino turístico, colocados em Dubai, Londres e Nova York.

LEIA TAMBÉM

Os outdoors seriam colocados ao longo de uma importante rodovia de Dubai, em Piccadilly Circus de Londres e acima da Times Square de Nova York, apresentam o slogan: “2020 Holy Moses, 2021 Holy Land.”

A Ministra do Turismo também revelou outras medidas destinadas a impulsionar o turismo, incluindo a publicidade de grandes eventos internacionais, como a Parada do Orgulho em Tel Aviv e a corrida de bicicleta da Copa Abraham Cycling, planejada pelo filantropo Sylvan Adams nos Emirados e em Israel.

A Parada do Orgulho de Tel Aviv, que não aconteceu em 2020 devido à pandemia do coronavírus, pode não ser aberta a todos os turistas vacinados, disse Farkash-Hacohen, mas ainda será um dos poucos eventos internacionais que acontecerão neste verão.

Farkash-Hacohen também anunciou planos para restabelecer os incentivos do governo para as companhias aéreas voarem diretamente para Eilat, com ênfase particular no planejamento de viagens de inverno para a cidade turística do sul.

A Ministra disse que a abertura das fronteiras para os primeiros 40 grupos de turistas vacinados seguirá conforme programado, em 23 de maio. Ela sugeriu que um número ilimitado de grupos de turistas vacinados poderia começar a chegar em junho, e a possível abertura de Israel para turistas individuais vacinados, no início de julho.

Além dos testes sorológicos e de PCR que seriam exigidos para qualquer turista vacinado que entrasse, Farkash-Hacohen disse que qualquer turista individual teria que reservar suas passagens com agentes de viagens, para que as autoridades israelenses pudessem acompanhá-los enquanto estivessem em Israel.

Farkash-Hacohen acrescentou que Israel só abriria suas fronteiras para turistas vacinados com vacinas aprovadas pelo FDA ou pela UE, barrando turistas de países como a Rússia por enquanto.

O Ministério da Saúde de Israel recomendou na terça-feira que a data de 23 de maio seja adiada para o final de junho, e que sete países sejam colocados sob novas restrições de viagens: Índia, Ucrânia, Etiópia, Brasil, África do Sul, México e Turquia.

A recomendação do Ministério da Saúde precisará ser aprovada em reunião de gabinete e provavelmente será objeto de intenso debate, com oposição do Ministério do Turismo.

Farkash-Hacohen disse acreditar que o plano do Ministério do Turismo deve seguir em frente conforme planejado de uma maneira segura.

“Eu sei que há algumas críticas e posso até concordar com algumas delas”, disse Farkash-Hacohen. “Estamos reabrindo o turismo em Israel gradualmente, para garantir que protegemos a saúde e o bem-estar de todos os israelenses, ao mesmo tempo em que possibilitamos que o setor do turismo volte a trabalhar e se reconstrua”.

Fonte: The Times of Israel
Foto: PxHere

One thought on “Ministra apresenta plano para turismo em Israel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *