Passageiros perdem seus voos por resultados errados

Quase cem israelenses que realizaram o teste obrigatório do coronavírus antes de embarcar em um voo para o exterior receberam resultados positivos, nesta quarta-feira, embora não estivessem infectados.

Esta situação fez com que alguns cancelassem os voos e outros tivessem que reagendar.

A origem do erro foi no laboratório Omega “Check2Fly” foi devido a uma infecção num dos aparelhos onde é efetuada a amostragem.

O erro foi descoberto horas depois, quando os passageiros realizaram um novo teste em laboratórios privados.

Após um segundo teste realizado pelo laboratório, descobriu-se que os 96 passageiros com resultado positivo não estavam realmente infectados.

LEIA TAMBÉM

O laboratório “Check2Fly” confirmou o incidente e disse: “Ontem, uma falha específica foi identificada que causou uma taxa positiva maior do que o esperado”.

“Foi realizada uma investigação que levou à detecção e correção da falha. Em poucas horas, quem recebeu um falso positivo recebeu um resultado corrigido”, informou a empresa.

Por fim, o comunicado reforçou que “o Ministério da Saúde foi atualizado de acordo com o regulamento e os passageiros que perderam voos serão indenizados”.

Bennet reforça apelo para vacinação

O primeiro-ministro Naftali Bennett reiterou seu apelo para que todos os israelenses elegíveis tomem a vacina COVID, e disse que um milhão de israelenses que se recusam a se vacinar estão colocando em perigo o resto do país.

“Todo cidadão com mais de 12 anos que não tem um motivo médico para não se vacinar, deve ser vacinado”, disse Bennett.

“Um milhão de israelenses se recusam a serem vacinados”, acrescenta. “Eles estão colocando em risco toda a população, estão colocando em risco os outros 8 milhões de cidadãos do país”.

Bennett diz que a decisão daqueles milhões de israelenses de não vacinar pode fazer com que o país inteiro sofra com um quarto lockdown.

“Se você conhece alguém que se recusa a tomar a vacina, convença-o, explique-lhe que está arriscando a saúde de outra pessoa, diz Bennett. “Não desista deles.”

Fonte: AJN e The Times of Israel
Foto: Avshalom Sassoni (Flash90)

One thought on “Passageiros perdem seus voos por resultados errados

Fechado para comentários.