Pesquisa aponta expectativa de uma quinta eleição

Uma pesquisa encomendada pelo Canal 13 mostra que 62% dos eleitores que apoiaram os rivais de Netanyahu preferem que Bennett lidere uma coalizão da oposição.

Quase dois terços dos eleitores que apoiaram partidos que buscam destituir o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu do poder acreditam que seu principal rival, o líder do Yesh Atid Yair Lapid, deveria ficar de lado e deixar o presidente do Yamina, Naftali Bennett, ser o primeiro-ministro.

A pesquisa de opinião também encontrou insatisfação generalizada entre os israelenses com o resultado eleitoral inconclusivo, com 80 por cento dos entrevistados expressando decepção com o impasse e prevendo um quinto turno das eleições.

A pesquisa ocorreu em meio ao impasse político após a eleição da semana passada, que não garantiu nem os aliados de Netanyahu nem a seus rivais assentos suficientes para formar uma coalizão.

Na ausência de um vencedor claro, os rivais de Netanyahu no chamado “bloco de mudança”, composto por partidos de centro, de direita e de esquerda, clamavam para reunir apoio suficiente para formar um governo no lugar do líder do Likud, mas estavam divididos sobre quem deveria liderar tal coalizão.

LEIA TAMBÉM

De acordo com a pesquisa, 62% acreditam que Bennett deveria liderar o próximo governo, enquanto apenas 32% disseram que o chefe do Yesh Atid deveria ser o primeiro-ministro.

No entanto, entre todos os eleitores, 51% disseram que prefeririam ver Bennett entrar em um governo liderado por Netanyahu, enquanto 49% disseram que Bennett deveria alternar o cargo de primeiro-ministro com Lapid.

Entre aqueles que apoiam a permanência de Netanyahu no cargo, 45% disseram ser a favor do estabelecimento de um governo, mesmo que isso exigisse cooperação com o partido árabe islâmico Ra’am, enquanto 39% rejeitaram a ideia.

O Ra’am, com apenas quatro assentos, pode estar em uma posição de fazer pender a balança para qualquer um dos blocos. Yair Lapid cortejou o líder do Ra’am, Mansour Abbas, que supostamente inclina-se a apoiar um governo do Likud. O apoio do Ra’am enfrenta forte oposição de dentro do Likud e dos partidos religiosos aliados, que acusam o partido de ser antissionista e apoiar o terrorismo palestino.

A pesquisa também constatou que 80% do público não está satisfeito com o resultado da eleição, que, como todas as votações anteriores nos últimos dois anos, terminou sem que nenhum partido ou bloco tivesse um caminho claro para a formação de governo. Essa decepção foi igual entre aqueles que apoiaram Netanyahu e aqueles que esperavam por mudanças.

Os 20% restantes se disseram satisfeitos com o resultado.

A pesquisa, conduzida por Camil Fuchs, do Departamento de Estatística e Pesquisa da Universidade de Tel Aviv, teve uma amostra de 707 entrevistados, dos quais 603 eram judeus. A margem de erro foi de 3,5%.

Fonte: 13 News

One thought on “Pesquisa aponta expectativa de uma quinta eleição

Fechado para comentários.