Presidente de Israel vai à Basileia para jubileu do Congresso

O presidente de Israel, Isaac Herzog, deve participar das comemorações do 125º aniversário do Primeiro Congresso Sionista, que será realizado na cidade suíça da Basileia, no norte da Suíça.

As festividades acontecerão de 28 a 29 de agosto no Stadtcasino e no Centro de Congressos da Basileia, com a presença de mais de 1.000 representantes de todo o mundo.

O chefe da polícia de Basileia disse que todos os eventos na cidade serão realizados como planejado, incluindo uma exibição pública em uma praça central como parte de um festival de luta-livre.

A escolha da Basileia está longe de ser uma coincidência. Basileia é considerada o berço do Estado judaico de Israel, disse Ralph Lewin, presidente da Federação Suíça de Comunidades Judaicas (SIG).

No final de agosto de 1897, por iniciativa de Theodor Herzl, foi realizado o Primeiro Congresso Sionista na sala de música do Stadtcasino.

“Na Basileia fundei o Estado judaico”, disse Herzl na semana seguinte. “Se eu dissesse isto em voz alta hoje, eu seria saudado pelo riso universal. Em cinco anos talvez, e certamente daqui a 50 anos, todos o perceberão”.

O nome “Sionismo” foi derivado do anseio por Sião, um dos antigos nomes bíblicos de Jerusalém.

LEIA TAMBÉM

“O Congresso de Basileia foi um marco decisivo na transformação de um fenômeno popular em um movimento político, com o objetivo de estabelecer um estado moderno baseado no direito do povo judeu à autodeterminação em sua pátria histórica, assim como todas as outras nações”, disse ele.

No total, dez dos 22 congressos anteriores à fundação do estado, em 1948, aconteceram em Basileia. Entre outras coisas, a bandeira oficial do estado e o hino do estado foram decididos em Basiléia. “A Basiléia está, portanto, inextricavelmente ligada à história do sionismo e da fundação de Israel”, disse Lewin.

O evento, que contará com painéis de discussão, workshops e palestras, está sendo organizado pela Organização Sionista Mundial em cooperação com a SIG.

Fonte: SWI
Foto: The Central Zionist Archives

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.