Sindicato britânico nao cita judeus para Dia do Holocausto

Um sindicato de instituições de nivel superior do Reino Unido pediu desculpas por não incluir o povo judeu em uma lista de grupos perseguidos no Holocausto.

A University and College Union (UCU) enviou um e-mail para agências e associações locais para incentivar a celebração do Dia da Memória do Holocausto, que acontece em 27 de janeiro. O e-mail incluía uma lista de nove grupos de pessoas oprimidas pelo regime nazista, incluindo “pessoas com deficiência”, poloneses não judeus e prisioneiros de guerra eslavos”, mas os judeus estavam ausentes da lista. Um link no e-mail levava a uma página no site da UCU sobre o Dia da Memória do Holocausto que também omitia judeus como vítimas, enquanto mencionava outros grupos.

Os usuários das mídias sociais chamaram a omissão de “chocante” e “repugnante” após a divulgação do e-mail, e alguns sugeriram que a inclusão de “poloneses não judeus” mostrou que a associação decidiu deliberadamente quem incluir e deixar de fora da lista.

Em um e-mail posterior, o sindicato pediu desculpas pelo que chamou de “erros de redação”, acrescentando que “a UCU se desculpa pelo delito causado e garante a todos os membros que continua a lutar contra todas as formas de antissemitismo, ódio e fanatismo na sociedade.”

A UCU disse ainda no Twitter que uma “versão incompleta” do email foi enviada, mas o diretor executivo do Holocaust Memorial Day Trust chamou de “completamente inaceitável”, e salientou que “nem mesmo no e-mail de pedido de desculpas foi citado o motivo pelo qual estavam se desculpando”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *