Teste PCR será exigido ao entrar em Israel

Quem deseja embarcar em um voo para Israel deve apresentar à companhia aérea um teste de coronavírus negativo realizado nas 72 horas anteriores ao voo ou um certificado de vacinação fornecido pelo Ministério da Saúde.

A exigência entrou em vigor dia 23 de janeiro e exige um teste molecular padrão, PCR. Além disso, qualquer pessoa que deixar Israel antes de decorridos sete dias desde que recebeu a segunda dose da vacina contra o coronavírus será obrigada a ir para o isolamento ao retornar ao país.

As regras se aplicam a todos os viajantes que saem do país por mais de 72 horas. Exceções serão concedidas caso a caso.

A divisão entre países “verdes” e “vermelhos” foi suspensa até novo aviso. Todos os viajantes que chegam serão colocados em uma instalação de quarentena administrada pelo governo e só poderão sair depois de terem testado negativo para o coronavírus. Não são emitidas autorizações especiais de chegada para cidadãos estrangeiros.

LEIA TAMBÉM

O visto de turista (B2) não será prorrogado automaticamente, apesar da situação do coronavírus. Os turistas devem sair de Israel antes que o visto expire. Em casos excepcionais, os turistas podem solicitar uma prorrogação do visto na Autoridade de População e Imigração.

Foto: Yossi Aloni (Flash90)

2 thoughts on “Teste PCR será exigido ao entrar em Israel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *