Um robô doméstico desenvolvido em Israel

Uma startup israelense desenvolveu Gary, o robô doméstico que será lançado em 2022.

Com a altura de uma criança de dez anos, uma velocidade de cinco quilômetros por hora e 40 quilos de peso, o ajudante chegará ao mercado no início do ano que vem pela mão da startup Unlimited Robotics, de Israel.

Guy Altagar, cofundador e CEO da Unlimited Robotics explicou que o nome do robô vem das iniciais dos seus três filhos: Gali, Rani e Yaeli.

Gary foi projetado para, por exemplo, remover toalhas do cesto de roupa suja e colocá-las na máquina de lavar, assim como regar as plantas, carregar a máquina de lavar louça e abrir potes.

Em um restaurante, Gary poderia servir comida ou cumprimentar clientes na porta. Em um hotel, ele pode retirar os lençóis ou reabastecer os itens dos banheiros.

O robô pode carregar até cinco quilos em seus dois braços robóticos. Seus sensores e câmeras incluem a visão 3D de uma sala e uma lente infravermelha para ver no escuro.

LEIA TAMBÉM

Gary já está disponível para pré-encomenda no site da Unlimited Robotics por cerca de 19.000 shekalim, e 80 pessoas já pagaram a taxa de US$ 100 para reservar uma vaga na lista de espera.

Embora existam muitas outras empresas desenvolvendo robôs – a Boston Dynamics tem vários modelos, incluindo um novo cão robô pessoal chamado Astro – o que diferencia a Unlimited Robotics é sua “loja de aplicativos” para robôs.

Quando um Gary chega pela primeira vez em uma nova casa, é como um quadro branco. Um aplicativo pode dizer aproximadamente o que fazer, mas o robô precisa de orientação pessoal.

“O anfitrião vai ter que ensinar tudo. Ele explicará a Gary em qual cômodo é o quarto e onde estão as meias que precisam ser retiradas. Após a primeira interação, Gary pedirá feedback. O anfitrião dirá a Gary o que ele fez, o que foi bom e o que não foi, e da próxima vez ele vai melhorar ”, descreveu Altagar.

Gary é sociável e tudo o que aprender em seu novo site ele compartilhará com todos os outros Garys conectados pela Internet.

“Outros usuários podem não ser capazes de identificar o mapa de sua casa em particular, mas entender o que é uma meia ou a maneira ideal de levantá-la, ou como segurar uma xícara de café, é algo que pode ser compartilhado”, disse Altagar.

Fonte: Vis A Vis
Foto: Unlimited Robotics (cortesia)