Um terço dos novos cidadãos de Portugal são israelenses

Israel ocupa o segundo lugar na lista de cidadãos que receberam cidadania portuguesa, em 2020, depois do Brasil, que a ultrapassou em apenas 65 novos cidadãos.

Em 2020, 20.782 israelenses receberam a cidadania portuguesa e, de acordo com o Ministério da Justiça português, este é um aumento de cerca de 13% em relação a 2019, quando 18.433 israelenses receberam a cidadania europeia.

Segundo dados do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) de Portugal, em 2020 foram emitidas 63.494 autorizações de concessão de cidadania, sendo mais da metade delas a israelenses e 20.847 a brasileiros.

De acordo com o relatório, em 2020, houve um aumento de 2% na aceitação da cidadania em Portugal e 149.157 pessoas passaram por todas as etapas necessárias. No ano passado, os brasileiros lideravam a lista de beneficiários de cidadania: 20.837 autorizações, apenas 65 a mais que Israel.

A população brasileira é a maior entre os estrangeiros em Portugal, cerca de 184.000 brasileiros vivem em Portugal, e representam mais de um quarto dos estrangeiros no país (662.000).

LEIA TAMBÉM

Depois de Brasil e Israel, os primeiros países na lista de cidadãos foram Cabo Verde (6.472 cidadãos), Angola (2.993), Ucrânia (2.738), Guiné-Bissau (2.538) e Turquia (1.629). O Ministério da Justiça explicou que o aumento do número de pedidos se deve à alteração da lei que permite aos estrangeiros obterem a nacionalidade após cinco anos consecutivos de residência legal em Portugal.

Desde 2013, o direito também é concedido aos descendentes de deportados de Espanha e Portugal, “demonstrando a tradição de pertença a uma comunidade espanhola de ascendência portuguesa, com base em comprovados requisitos objetivos de ligação a Portugal, tais como sobrenome, língua familiar e mais”, afirma a lei.

“Estes números são surpreendentes, uma vez que o governo português aprovou a emenda à lei, e os judeus de todo o mundo estão voltando às suas raízes em Portugal”, disse o advogado Itai Moore, presidente do Portugal Beyond the Rainbow. Moore observou que acredita que este ano, apesar do corona, Israel continuará a ocupar o primeiro lugar na lista de novos cidadãos portugueses.

Foto: Ynet
Foto: Canva

One thought on “Um terço dos novos cidadãos de Portugal são israelenses

  • 31 de julho de 2021 em 21:30
    Permalink

    Muito legal que cidadãos israelenses optem pela cidadania portuguesa.Admiro Israel, pela sua força e Portugal, por ter filhos descendentes desse povo.

Fechado para comentários.

%d blogueiros gostam disto: