Voos de países vermelhos pousarão no Terminal 1

Os voos provenientes dos países vermelhos vão agora aterrissar apenas no Terminal 1 do Aeroporto Ben Gurion, de forma a criar uma separação dos demais passageiro e reduzir o risco de propagação do vírus corona, de acordo com a ministra dos Transportes, Merav Michaeli.

Entre os motivos para isso estão as longas filas, nos últimos dias, nas estações de teste da empresa Pemi Premium que opera o sistema.

“Essa separação permitirá que estes voos percorram toda a cadeia de entrada no país – pouso, inspeção PCR, controle de passaporte, bagagem, alfândega e viagem para casa de uma maneira diferente dos outros voos. Estes procedimentos são necessários para a proteção de saúde pública. O Ministério dos Transportes continuará à disposição do Ministério da Saúde no que for necessário para prevenir a infecção”, afirmou a ministra em nota.

A segregação dos voos é apenas para passageiros de voos diretos. Não há voos diretos para Israel da Argentina ou Brasil, portanto, os passageiros chegam em voos de conexão de outro destino. Esses passageiros se “misturam” com outros passageiros no mesmo voo e depois no terminal e não há solução para isso.

LEIA TAMBÉM

A lista de países definidos em um alerta severo de viagem inclui países para os quais o tráfego de Israel varia de centenas de passageiros por dia, como os Emirados Árabes Unidos e países com tráfego menor, como Tailândia, Uganda, Uruguai, Seychelles, Etiópia, Bolívia, Bielorrússia, Namíbia, Paraguai, Chile, Colômbia, Costa Rica, Quirguistão e Tunísia.

Os países para os quais é necessária permissão especial para voar são Argentina, Brasil, África do Sul, Índia, México e Rússia, o que é mais relevante para a decisão, já que a maioria dos destinos não tem voos diretos para Israel.

Fonte: Globes

One thought on “Voos de países vermelhos pousarão no Terminal 1

Fechado para comentários.