Yeshivá viola regras e recebe alunos com doces

A instituição educacional ultraortodoxa Talmud Torah de Ashdod, cujos alunos entraram em confronto com a polícia ontem, por quebra das regras do fechamento, abriu suas portas, hoje, violando novamente as diretrizes do Ministério da Saúde e do governo.

Centenas de alunos compareceram à escola e foram recebidos com doces, um dia depois do conflito que deixou três policiais levemente feridos e 11 suspeitos detidos para interrogatório.

Yechezkel Abramovich, um dos rabinos da yeshivá disse que a polícia agiu barbaramente e que se o estado permite as manifestações porque acha que são importantes, “para nós, o estudo da Torá é a coisa mais importante e é por isso que estamos abrindo as instituições”.

Desde que o lockdown mais restrito começou no último fim de semana, a maioria das instituições educacionais ultraortodoxas fechou suas portas. Isto, após o apelo dos principais rabinos das várias vertentes para cooperarem com as diretrizes do período de fechamento.

LEIA TAMBÉM

No entanto, a yeshivá onde ocorreu o conflito pertence a uma entidade ultraortodoxa de Jerusalém que deliberadamente decidiu continuar seus estudos nas instituições de ensino afiliadas, apesar do fechamento e da gravidade da doença.

O município de Ashdod esclareceu que continuará a cumprir os regulamentos para manter a saúde pública. “Mostraremos tolerância zero em relação aos violadores da lei, e não toleraremos a violência contra funcionários públicos, patrulhas de segurança municipal, polícia municipal e policiais israelenses.

Foto: Captura de vídeo (Facebook Ashdod Net)

One thought on “Yeshivá viola regras e recebe alunos com doces

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *