Antissemitismo não é uma opinião, é um crime

Representantes de judeus na Bélgica entraram com uma queixa policial depois que um jornalista belga “brincou” sobre o nariz dos judeus e acusou os israelenses de roubar terras palestinas.

A referência aos narizes judaicos aparece em uma coluna de 27 de julho de Dimitri Verhulst no jornal de esquerda belga De Morgen. Sua manchete, “Não há terra prometida, apenas terra roubada”, foi uma paráfrase de uma declaração atribuída ao falecido cantor judeu francês Serge Gainsbourg.

Verhulst cita o cantor dizendo: “Ser judeu não é uma religião, nenhum Deus daria a criaturas um nariz tão feio”. A citação atribuída a Gainsbourg não fala de Deus ou da feiúra.

A coluna começa com as palavras: “Porque Deus tem Seus favoritos e eles têm seus privilégios, os palestinos foram expulsos de suas casas em 1948 para dar origem aos favoritos de Deus”. Ele também acusa Israel de “matar” 10.000 palestinos nos últimos 17 anos e escreve que “conversar com os escolhidos é difícil” porque eles o acusam injustamente.

O Fórum de Organizações Judaicas, que representa os judeus de Antuérpia, região Flamenga da Bélgica e seus arredores, chamou essas declarações de “antissemitismo violento” em um comunicado sobre a denúncia.

O rabino-chefe holandês Binyomin Jacobs também condenou a coluna em um artigo de opinião que publicou no jornal Nederlands Dagblad, chamando-a de “puro antissemitismo” e acrescentou que está “preocupado” com a publicação em um jornal tão importante.

Em 2016, os judeus belgas reclamaram depois que De Morgen entrevistou um negador do Holocausto.

“Antisemitismo não é uma opinião, mas um crime”, twittou a embaixada de Israel no país na segunda-feira e acrescentou estar “profundamente chocada com a publicação do artigo que transmite estereótipos antissemitas escritos por Dimitri Verhulst”.

“Este é um passo longe demais”, disse Hans Knoop da FJO. “A crítica de Israel é legítima. Qualquer um pode criticar Israel. Até onde você pode ir, isso é subjetivo. Mas, com Dimitri Verhulst, é claro: ele está atacando o judeu como um povo”.

Um comentário em “Antissemitismo não é uma opinião, é um crime

  • 11 de agosto de 2019 em 17:14
    Permalink

    Falar sobre nosso nariz por uma figura nariguda como ele, parece brincadeira, mas quando entra no anti-semitismo descarado, tem que ser processado. É hora de respondermos a toda agressão, pois ficarmos de cabeça baixa, só permite novas violências.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *