Bennett abre reunião com recado para o Hamas

Em seu discurso de abertura da reunião de gabinete desta semana, o primeiro-ministro relatou o recente ataque terrorista na cidade de Ariel, na Samaria, no qual um segurança foi assassinado.

“Durante o Shabat, um segurança foi morto na cidade de Ariel, Vyacheslav Golev, que tinha apenas 23 anos. Ele foi assassinado e com seu corpo protegeu sua noiva, que estava trabalhando com ele na barreira de segurança, salvando-a.

“Este casal incrível tinha acabado de começar sua vida juntos. Nossos corações estão partidos. As forças de segurança já prenderam os dois terroristas, assim como conseguiram colocar as mãos em todos os outros terroristas”, observou Bennett.

“Lembremo-nos de Vyacheslav junto com todos os nossos outros heróis. Esta onda de terrorismo obriga as forças de segurança a se esforçarem ao máximo. Peço em nome de todos nós, todos os ministros do governo, que agradeçamos e apoiemos as FDI, a Shabak e a polícia, assim como todos aqueles que dirigem essas agências”.

“Estou falando de pessoas que, nas últimas semanas, mal passaram algum tempo em casa. Eles estão na linha de costura, em Jerusalém, em Jenin, no norte e no sul”.

“Agora é nossa tarefa triunfar sobre esta onda de terrorismo; é nossa tarefa como governo de Israel e nossa tarefa como cidadãos israelenses mostrar-lhes gratidão, apoiá-los e dar-lhes todos os meios de que precisam para alcançar o sucesso em suas tarefas”.

LEIA TAMBÉM

Bennett também se referiu a declarações recentes feitas pelo líder do Hamas em Gaza, que pediu ao partido Ra’am (Lista Árabe Unida) para desmantelar a coalizão. “Ontem eu ouvi que Yahya Sinwar, líder do Hamas em Gaza, pediu a Mansour Abbas para dissolver o governo. É óbvio que o Hamas não gosta do nosso governo. Talvez eles estejam ansiando pelas pastas cheias de dólares que eles receberam uma vez; talvez eles simplesmente não gostem da possibilidade de trabalhar juntos para o bem de todos os cidadãos israelenses, de como estamos proporcionando uma melhor qualidade de vida para os cidadãos árabes de Israel”.

“Este é um ponto realmente importante”, enfatizou o primeiro-ministro, “pois mostra quem quer o quê. O fato de o Hamas querer derrubar este governo diz tudo o que você precisa saber. Não devemos deixar Sinwar vencer.”

Fonte: Israel National News
Foto: Canva montagem

One thought on “Bennett abre reunião com recado para o Hamas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.