Estados do Golfo marcam o Dia em Memória do Holocausto

Na esteira dos acordos de Abraão, a sobrevivente de Auschwitz, Vera Kriegel, deu testemunho a jovens dos Emirados Árabes Unidos, Bahrein, Marrocos e Arábia Saudita, em um evento online, organizado pelo Centro de Empreendedorismo Social do Golfo-Israel (Sharaka) e conduzido pelo presidente israelense Reuven Rivlin.

Começando com a saudação árabe “Salaam Alaikum”, ela disse: “Eu era a cobaia do satânico Dr. Mengele. Minha autoestima, meu orgulho, minha identidade, tudo foi tirado de mim. Tornei-me um nada total. Tornei-me um número, tatuado no meu braço – A26946. Essa era a minha identidade”.

Mais de 100 participantes de todo o mundo enviaram mensagens durante a chamada pelo Zoom, escrevendo “nunca mais” em hebraico e árabe.

Majid Al-Sarrah, dos EAU, disse: “Vivemos juntos, permanecemos juntos e juntos construiremos um mundo livre de antissemitismo e ódio”.

LEIA TAMBÉM

Mashael Al-Shemeri, do Bahrein, comentou: “Eu gostaria de dizer a todos os judeus e ao povo de Israel – vocês não estão mais sós”.

Najat Al-Saeed, da Arábia Saudita, também comentou: “Devemos educar as jovens gerações sobre todos os horrores do Holocausto, inclusive garantindo que o Holocausto seja ensinado nas escolas nos países do Acordo de Abraão e enviados especiais para preservar a lembrança do Holocausto”.

Foto: Sharaka Delegation em visita ao Yad Vashem

4 thoughts on “Estados do Golfo marcam o Dia em Memória do Holocausto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *