Fiscalização eletrônica em vez de isolamento em hotel

Durante discussão no Comitê de Constituição da Knesset, o Dr. Asher Shalmon, diretor do Departamento de Relações Internacionais do Ministério da Saúde, disse que já está sendo estudada a possibilidade de “fiscalização eletrônica”, que garantiria aos que chegam do exterior o isolamento em casa. Segundo o Ministério da Justiça isso exige legislação específica.

De acordo com o Shalmon, o Comitê de Exceções já estava assoberbado para analisar todos os pedidos para entrar e sair do país e agora com a permissão de entrada de cerca de 2.000 passageiros todos os dias, vai haver um congestionamento de pedidos ao comitê, o que pode retardar uma resposta que pode impedir a manutenção de manter tantas entradas por dia.

LEIA TAMBÉM

Sobre a possibilidade de uma alternativa ao isolamento em hotéis, que chamou de “fiscalização eletrônica”, Shalmon disse que essa proposta vem sendo promovida há algum tempo, mas que requer legislação primária para implementá-la. “Uma pessoa poderá escolher ir para um hotel ou optar pela fiscalização eletrônica. Estamos procurando um componente que equilibre a necessidade de garantir que as pessoas fiquem isoladas e, claro, os seus  direitos.

Foto: Wikimedia Commons