Governo decide hoje sobre toque de recolher noturno

Israel está caminhando para um toque de recolher noturno a partir de quarta-feira, depois que o gabinete do coronavírus aprovou a medida na noite de segunda-feira.

O governo deve ratificar a decisão na terça-feira, incluindo os detalhes do toque de recolher. Isso incluirá as datas de início e término, a que horas começará à noite e a que horas da manhã será suspenso, bem como quaisquer outras restrições que possam estar envolvidas.

Em princípio, a proposta imporia um bloqueio noturno em todo o país entre a véspera de chanuká, 10 de dezembro, até 20 de dezembro. Se o número de novos casos por dia for superior a 3.500, a proposta fecharia lojas e alguns negócios até 2 de janeiro.

Os serviços essenciais permanecerão abertos durante o toque de recolher.

Além disso, o gabinete aprovou a manutenção de shoppings e mercados abertos de acordo com as regras do plano-piloto – exceto nas cidades vermelhas – e a manutenção do sistema de ensino. O gabinete também aprovou a continuação do programa de “ilhas verdes” em Eilat e no Mar Morto.

LEIA TAMBÉM

De acordo com a ministra do Turismo, Orit Farkash-Hacohen, “este é um plano equilibrado e especial que nos permite conviver com o coronavírus e que garante o sustento de milhares de trabalhadores”.

Serão permitidos o funcionamento dos museus do país e os eventos culturais, com os limites e cuidados, segundo os acordos firmados entre os ministérios da Saúde e de Cultura e Esporte.

Além disso, o teste do coronavírus será exigido para todas as pessoas que retornam ao país do exterior e, especialmente, para as que chegam de países vermelhos. Qualquer pessoa que não fizer o teste será obrigada a entrar em um hotel de coronavírus.

Foto: Shaula Haitner (Wikimedia Commons)

One thought on “Governo decide hoje sobre toque de recolher noturno

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *