Israel condena ataque russo à Ucrânia

O ministro do Exterior Yair Lapid disse que “o ataque russo à Ucrânia é uma violação grave e Israel o condena”.

Em um comunicado à mídia divulgado por Lapid na tarde desta quinta-feira, após o ataque russo à Ucrânia, ele acrescentou que “Israel é um país devastado pela guerra, a guerra não é uma maneira de resolver conflitos. Ainda é possível parar e resolver disputas. Israel tem boas relações com a Rússia e a Ucrânia”.

A embaixada israelense na Ucrânia estima que existam cerca de 8.000 israelenses no país. O espaço aéreo está fechado, então a única saída da Ucrânia seria por terra. Nos últimos dias, Israel coordenou com os países fronteiriços que permitirão a saída tranquila de israelenses: Polônia, Romênia, Moldávia, Hungria e Eslováquia.

O presidente Yitzhak Herzog se referiu à extensa operação militar que a Rússia lançou na Ucrânia e disse que “este é um momento histórico muito complexo. Sinto grande tristeza pelo medo de uma tragédia humanitária e danos a civis inocentes”.

Herzog pediu  aos israelenses na Ucrânia para “retornar através de passagens terrestres”.

O primeiro-ministro Naftali Bennett vem realizando consultas regulares desde esta manhã, paralelamente às avaliações da situação no Ministério do Exterior e no Corpo de Segurança Nacional (NCO).

LEIA TAMBÉM

A embaixada israelense já foi evacuada de Kiev e transferida para Lvov, perto da fronteira com a Polônia. Até ontem, o representante israelense em Lvov tinha recebido centenas de pedidos de israelenses que buscam sair Kiev.

“Estamos nos preparando para a absorção de israelenses e judeus em Lvov e sua transferência para a Polônia. Nas próximas horas, uma onda de pessoas é esperada. Os israelenses estão sendo chamados a deixar a Ucrânia imediatamente”, disse o embaixador israelense na Ucrânia, Michael Brodsky, ao Ynet.

Israel transferiu para a Rússia as coordenadas – ou seja, a localização exata – da embaixada em Kiev e também da representação temporária em Lvov para que os israelenses não fossem prejudicados. A informação sobre Kiev havia sido fornecida na semana passada, e na noite de terça-feira foram dados os marcos dos escritórios em Lvov.

O Ministério do Exterior emitiu um comunicado nesta manhã informando que o espaço aéreo na Ucrânia foi fechado e todos os voos foram cancelados. “O Ministério do Exterior pede aos cidadãos israelenses no país que deixem a Ucrânia imediatamente para os países vizinhos a oeste, dependendo da situação de segurança”, disse o comunicado.

“O Ministério do Exterior também pede aos cidadãos de Israel na Ucrânia que sigam os relatos da mídia e obedeçam às instruções das forças de segurança locais”.

Fonte: Calcalist
Foto: Canva

One thought on “Israel condena ataque russo à Ucrânia

Fechado para comentários.