Israel oferecerá abrigo a judeus ucranianos

Imigrantes ou refugiados judeus da Ucrânia receberão alojamento e duas refeições por dia em hotéis e albergues em Israel, gratuitamente, pagos pelo governo israelense.

O Ministério da Aliá e Integração planeja reservar centenas de quartos em caso de um ataque russo à Ucrânia e de uma enorme onda de imigração que possa resultar.

O ministério publicou uma “chamada de propostas” para reservar quartos em hotéis, pousadas e pensões “para hospedar famílias imigrantes por um período fixo”.

Aos judeus ucranianos será oferecido ficar em hotéis por duas semanas a um mês, com a possibilidade de estender o tempo ainda mais.

“O Ministério da Aliá e Integração está interessado em receber ofertas de hotéis, pousadas e pensões de todo o país que possam fornecer pelo menos 20 quartos para acomodar indivíduos e famílias de imigrantes em regime de meia pensão por um período de duas semanas a um mês”.

O ministério enfatizou que “a empresa é obrigada a se comprometer instantaneamente”, já que o exército russo pode atacar a Ucrânia a qualquer momento. “O ministério avisará com alguns dias de antecedência a cada local antes da chegada de cada grupo”.

LEIA TAMBÉM

De acordo com um documento oficial, “o alojamento deve ser em regime de meia pensão, ou seja, o fornecimento de duas refeições completas por dia, respeitando as condições sanitárias definidas pelo Ministério da Saúde”. A comida deve ser casher, de acordo com o documento oficial.

“Cada unidade de alojamento incluirá banheiro, local para guardar roupa, meio de refrigeração e aquecimento do quarto e chaleira elétrica para bebidas quentes”, refere o ministério. Entre os critérios está que “o local deve ter a capacidade de fornecer berços”.

Os hotéis também precisarão fornecer toalhas e lençóis e trocar a roupa uma vez por semana.

Os novos imigrantes podem até receber internet e TV grátis. “Será dada preferência a um local que forneça infraestrutura de TV e Internet multicanal”.

O vigência do contrato com as instalações será a partir da data de assinatura do acordo até 4 de julho. A instalação habitacional dá a opção de prorrogar o período inicial do contrato por um período adicional.

Os proprietários de imóveis tinham até quarta-feira, às 14h para enviar ofertas ao ministério, e a decisão deve ocorrer nos próximos dias.

O Ministério da Aliá e Integração não comentou o número de leitos solicitados.

Fonte: The Jerusalem Post
Foto: Canva

One thought on “Israel oferecerá abrigo a judeus ucranianos

Fechado para comentários.