Israel pede ajuda internacional para combater incêndios

Os incêndios nas montanhas de Jerusalém se intensificaram na tarde desta segunda-feira, impulsionados por fortes ventos. Os incêndios atingiram o rio Tzuba, Har Eitan e as comunidades de Sho’eva e Shoresh.

Dez aeronaves de combate a incêndios foram acionadas, juntamente com forças no solo, para combater e conter o incêndio.

As forças policiais começaram a evacuar centenas de famílias do Kibutz Tzova e das localidades de Ein Rafa, Ein Naqquba e Giv’at Ye’arim.

Israel está solicitando ajuda internacional para combater o grande incêndio.

O Chefe dos Bombeiros, Dedi Simchi, comunicou a imprensa, na noite desta segunda-feira, que o incêndio atingiu quase 4.200 acres de terra até agora, está na escala do incêndio do Carmelo, que queimou grandes extensões de terra no norte de Israel, em 2010, matando 44 pessoas .

Os bombeiros operaram em 100 pontos de acesso até agora, de acordo com Simchi, que ressaltou que foi uma “grande conquista” que apenas algumas casas foram queimadas e nenhuma morte.

LEIA TAMBÉM

Israel pediu a vários países do Mar Mediterrâneo para ajudar a combater os incêndios. O Ministério dos Negócios Estrangeiros, em conjunto com o Ministério da Segurança Pública, enviou pedidos à Grécia, Chipre, Itália, França e outros.

Simchi enfatizou ao ministro das Relações Exteriores, Yair Lapid que aviões de combate a incêndios são necessários o mais rápido possível.

Lapid também falou com o chanceler grego Nikos Dendias, que disse que a Grécia vai ajudar no que puder. Israel enviou bombeiros, aviões e outras ajudas para a Grécia quando lutou contra incêndios florestais, no início deste mês.

Lapid também falou com o Ministro das Relações Exteriores do Chipre, Nikos Christodoulides, que concordou em enviar aviões e bombeiros.

Os Serviços de Bombeiros e Resgate de Israel fizeram uma convocação geral na tarde de segunda-feira para concentrar esforços para combater o crescente incêndio.

Na manhã de terça-feira, seis aeronaves da Chim-Nir Aviation se juntarão aos esforços de combate a incêndios.

Embora o incêndio tenha colocado em perigo o Centro Médico da Universidade Hadassah, Ein Kerem, no início da noite, os esforços intensivos de cerca de 15 caminhões e aeronaves de combate a incêndios impediram que as chamas chegassem ao hospital.

Simchi ressaltou no comunicado à imprensa que o incêndio foi causado por humanos, embora ainda não esteja claro se foi um acidente, negligência ou intencionalmente provocado.

A Autoridade de Parques e Natureza estima que os esforços de combate a incêndios continuarão por alguns dias e que milhares de animais e insetos foram feridos ou mortos devido ao incêndio.

Fonte: The Jerusalem Post
Foto: Olivier Fitoussi (Flash90)

One thought on “Israel pede ajuda internacional para combater incêndios

Fechado para comentários.