Israel proíbe viagens para mais 10 países

O governo aprovou a recomendação do Ministério da Saúde de classificar os Estados Unidos, Itália, Bélgica, Alemanha, Hungria, Marrocos, Portugal, Canadá, Suíça e Turquia como “países vermelhos”, para onde está proibido viajar.

A recomendação também requer a aprovação do Comitê de Legislação e Constituição da Knesset. O comitê deve se reunir para esse fim na terça-feira pela manhã, poucas horas antes de a medida entrar em vigor à meia-noite, entre terça e quarta-feira.

Os israelenses não estão autorizados a viajar para os países vermelhos, a menos que recebam permissão especial de um Comitê de Exceções governamental.

Além disso, se retornarem a Israel destes países, precisam ser colocados em quarentena por no mínimo sete dias, mesmo que estejam totalmente vacinados, incluindo o primeiro dia em um hotel de coronavírus – pelo menos até receberem o resultado do teste de PCR feito ainda no aeroporto ao desembarcar. Indivíduos que não forem considerados protegidos são obrigados a permanecer no hotel por sete dias.

Nos últimos dias, Israel já havia adicionado nove países à lista “vermelha”: Reino Unido, Dinamarca, França, Espanha, Emirados Árabes Unidos, Irlanda, Noruega, Finlândia e Suécia. A África do Sul e uma série de outros países africanos foram adicionados no início do mês.

LEIA TAMBÉM

A aprovação da lista ocorreu em um momento em que a taxa de casos de coronavírus em Israel continua a aumentar, com mais de 1000 novas infecções diagnosticadas no domingo, de acordo com dados do Ministério da Saúde, o maior nível desde outubro.

O número de reprodução do vírus, R, foi de 1,22, tendo permanecido continuamente acima de 1 nos últimos dias. A taxa é baseada em dados de 10 dias antes e qualquer valor acima de 1 mostra que a pandemia está crescendo.

“Acredito que dentro de três a quatro semanas, talvez antes, veremos um salto na morbidade que não deixará margem para dúvidas” em relação à gravidade do surto, disse o primeiro-ministro Bennett.

“Durante esse tempo, é fundamental vacinar o maior número possível de pessoas, principalmente crianças”, disse ele.

Fontes: The Jerusalem Post e The Times of Israel
Foto: Canva

One thought on “Israel proíbe viagens para mais 10 países

Fechado para comentários.