Israel vai discutir entrada de turistas vacinados

As autoridades israelenses vão discutir, nos próximos dias, se abrirão mesmo as fronteiras para turistas vacinados a partir de 1º de agosto, conforme planejado atualmente, disse o diretor do gabinete do Coronavirus, Prof. Nachman Ash, em uma entrevista coletiva na quarta-feira.

“Como se sabe, adiamos a entrada de turistas vacinados de 1º de julho para 1º de agosto”, disse Ash. “Nos próximos dias voltaremos a examinar o tema e veremos se podemos abrir aos turistas vacinados no dia 1º de agosto.”

“Gostaria de destacar que os turistas já podem entrar em grupos de acordo com o esquema que aprovamos com o Ministério do Turismo”, acrescentou.

As fronteiras israelenses estão fechadas para estrangeiros por mais de um ano, com apenas algumas exceções.

Os visitantes vacinados de países considerados de baixo risco deveriam ter permissão para entrar em 1º de julho, de acordo com os critérios decididos pelo Ministério da Saúde, conforme foi anunciado pela ex-Ministra do Turismo Orit Farkash-Hacohen em 12 de junho e novamente pela Ministra do Interior Ayeled Shaked em 20 de junho, após a posse do novo governo.

LEIA TAMBÉM

No entanto, o Ministério da Saúde nunca divulgou os detalhes exatos do esquema, inclusive quais países seriam incluídos, se os turistas estariam isentos do teste sorológico – que no momento é exigido de quem foi vacinado no exterior – para sair do isolamento e quais vacinas seriam reconhecidas.

Em 23 de junho, o primeiro-ministro Naftali Bennett anunciou que a entrada de turistas seria adiada, após o aumento dos casos de coronavírus.

De acordo com Ash, parece que há incertezas também em relação à data de 1º de agosto.

Fonte: The Jerusalem Post
Foto: Rakoon, CC0 (Wikimedia Commons)