Knesset se prepara para discurso de Zelensky

A Knesset iniciou os preparativos para um discurso em vídeo ao vivo que o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky fará aos legisladores israelenses no domingo.

A preparação para o discurso é tensa, pois Israel procura evitar constrangimento e controvérsia, e a Rússia tenta antecipar os comentários de Zelensky com suas próprias opiniões. Além disso, a Knesset está em recesso, muitos legisladores estão viajando e o prédio está passando por reformas.

Uma sala especial foi montada no complexo da Knesset, em Jerusalém, para tratar da transmissão, informou o Canal 12.

O discurso será exibido na Knesset e os legisladores poderão sintonizar de qualquer local, mas foram solicitados a serem respeitosos em suas aparições. Seus microfones serão silenciados.

Todos os membros e ministros da Knesset foram convidados a sintonizar e os esforços são para garantir que o maior número possível de parlamentares compareça à sessão especial, mesmo que a Knesset esteja em recesso.

Espera-se que, por ser via Zoom, os legisladores que estão no exterior em delegações possam participar do evento.

LEIA TAMBÉM

Dezenas de funcionários da área de tecnologia e pessoal de serviço estarão envolvidos na operação para garantir que tudo corra bem e ajudem os legisladores a se conectarem remotamente. Administradores dos partidos verificarão as identidades dos legisladores para permitir que eles sintonizem.

A conexão será criteriosamente verificada e monitorada para garantir um link seguro e evitar quaisquer constrangimentos, e dezenas de computadores, telas e outros implementos tecnológicos estarão envolvidos na realização dos testes.

O discurso de Zelensky será transmitido em uma tela grande no próprio edifício da Knesset com um sistema de som, disse o Canal 12.

O presidente da Knesset, Mickey Levy, será o anfitrião do evento. Levy fará um discurso de abertura de uma das salas de comitês e fará uma declaração de encerramento após o discurso de Zelensky.

O discurso será exibido simultaneamente em um telão na Praça Habima de Tel Aviv. O prefeito de Tel Aviv, Ron Huldai, disse ter sugerido a ideia à embaixada ucraniana.

Zelensky conversou com outros grupos de parlamentares ao redor do mundo para angariar apoio, incluindo os EUA e o Reino Unido, mas Israel tentou permanecer neutro na guerra, com o ministro do Exterior Yair Lapid condenando repetidamente a invasão russa, mas o primeiro-ministro Naftali Bennett se abstendo de fazê-lo.

O embaixador russo em Israel, Anatoly Viktorov, teria procurado conversar com legisladores antes do discurso, na tentativa de apresentar a “perspectiva” de Moscou.

O noticiário da Kan informou que Viktorov, que se encontrou na quarta-feira com Levy, pediu que ele permitisse que os parlamentares russos conversassem seus colegas israelenses antes do discurso de Zelensky.

Viktorov disse a Levy que os membros da Knesset deveriam primeiro receber “a perspectiva russa”, relatou Kan.

Levy disse na quarta-feira: “Será uma honra para mim e para a Knesset receber o discurso do presidente Zelensky, neste momento difícil para o povo ucraniano”.

Zelensky queria fazer um discurso virtual mais formal antes do plenário da Knesset, mas o pedido foi negado por Levy, que explicou que o parlamento não poderia realizar tal sessão durante o recesso.

Críticos disseram que a decisão de Jerusalém foi motivada por uma relutância em ser vista do lado da Ucrânia, pois busca manter laços de trabalho com a Rússia e Bennett tenta mediar entre Moscou e Kiev.

Israel depende da coordenação com a Rússia para realizar ataques militares na Síria contra representantes iranianos.

A deputada ucraniana Olga Vasilevskaya-Smaglyuk disse na quarta-feira que durante seu discurso na Knesset, Zelensky invocará seu judaísmo, bem como comparará a luta de seu país para combater a invasão da Rússia à Segunda Guerra Mundial e à Alemanha nazista.

Foto: The Times of Israel
Foto: Canva

3 thoughts on “Knesset se prepara para discurso de Zelensky

Fechado para comentários.

%d blogueiros gostam disto: