Mossad traz vacina da China para estudos

O Mossad (agência de inteligência nacional) trouxe para Israel amostras de uma vacina contra o coronavírus chinesa a fim de aprender com ela e explorar novas opções de vacinação, além da que está sendo desenvolvida atualmente pelo Instituto Biológico Nacional de Israel.

Embora centenas de milhares de chineses tenham recebido a vacinação, os testes necessários ainda não foram concluídos e ainda não se sabe o quão eficiente é a vacina chinesa.

Em Israel, o Ministério da Defesa, o Ministério da Saúde e o Instituto Biológico anunciaram que a vacina israelense contra o coronavírus que será testada em humanos recebeu aprovação para o início do ensaio clínico. A fase de teste durará vários meses e a fase experimental começa no próximo domingo.

LEIA TAMBÉM

Parece que o desejo de aprender com os outros não é exclusivo de Israel, com relatos recentes de ataques cibernéticos projetados para extrair informações de empresas ocidentais que trabalham no desenvolvimento de vacinas. Especialistas em segurança cibernética estimam que a China é um dos países de origem dos ataques.

3 thoughts on “Mossad traz vacina da China para estudos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *