Passaporte verde para incentivar a vacinação

O programa de vacinação contra o coronavírus de Israel está em andamento, com centenas de milhares de cidadãos já tendo recebido sua primeira dose da vacina das duas  necessárias.

O governo tem insistido repetidamente que a vacinação não será obrigatória. No entanto, seus planos de emitir um “passaporte verde” para aqueles considerados imunizados contra o vírus constituem um incentivo positivo para a vacinação.

O Ministério da Saúde já iniciou discussões sobre os benefícios a serem concedidos aos portadores de passaporte verde, que provavelmente será emitido para as pessoas após a segunda dose da vacina.

Os titulares de passaportes verdes estarão isentos da obrigação de entrar em quarentena após uma visita a um país estrangeiro com uma alta taxa de infecção por coronavírus. O passaporte verde também isentaria seu portador de ter que se isolar após estar em contato com um portador do coronavírus.

LEIA TAMBÉM

Relatórios anteriores também sugeriram que um passaporte verde será exigido no futuro para entrar em shoppings, espaços culturais e outros espaços públicos, mas o Ministério da Saúde ainda não confirmou essas intenções.

Os passaportes verdes provavelmente serão num formato de aplicativo para celular, a fim de evitar fraudes. Caso o passaporte verde através do celular seja instituído, o Ministério da Saúde vai buscar uma solução para a comunidade haredi, cujos membros não utilizam smartphones.

Fonte: Enlace Judio

One thought on “Passaporte verde para incentivar a vacinação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *