Pesquisadores da TAU entre os melhores do mundo

Doze pesquisadores da Universidade de Tel Aviv (TAU) estão entre os 50 melhores do mundo em suas respectivas áreas, de acordo com um relatório divulgado pela Universidade de Stanford.

O estudo identificou 2% dos melhores pesquisadores em várias disciplinas ao redor do mundo. A lista inclui 160.000 pesquisadores de 149 países em 22 disciplinas científicas e 176 subdisciplinas.

Entre eles, 333 membros do corpo docente da TAU estão entre os 2% melhores pesquisadores em suas respectivas disciplinas (com base em postagens, citações e impacto). Além disso, 155 deles estão incluídos no top 1% e 74 no top 0,5%.

O vice-presidente de pesquisa da Universidade de Tel Aviv, Professor Dan Peer, se classificou entre os 0,4% mais importantes do mundo em nanotecnologia. “Esta é uma fonte de verdadeiro orgulho nacional. A Universidade de Tel Aviv é conhecida por sua excelência acadêmica e reconhecida como uma universidade interdisciplinar líder. É uma grande honra para nós que 333 de nossos pesquisadores estejam entre os 2% melhores pesquisadores do mundo”, disse.

LEIA TAMBÉM

O professor Itzhak Gilboa da School of Economics é o 6º no mundo em economia teórica, e seu colega Professor Emérito David Schmeidler da School of Mathematics é o 12º no mundo na mesma disciplina.

O professor Jiska Cohen-Mansfield, da Escola de Medicina, está classificado em 12º lugar no mundo na área de geriatria.

Três professores da Faculdade de Engenharia também se destacam em seus campos de pesquisa: Professora Emilia Fridman (26), Professor Emérito Gedeon Dagan (29) e Professor Boris Malomed (29).

Enquanto isso, a Professora Emérita Micha Sharir da Faculdade de Ciência da Computação está na 35ª posição e o Professor Arie Levante da Escola de Matemática está na 36ª posição.

Quatro membros do corpo docente da Faculdade de Ciências Humanas também estão incluídos neste grupo excepcional: Professora Emérita Rachel Giora do Departamento de Linguística (classificada como 40ª no mundo), Professor Israel Finkelstein do Departamento de Arqueologia (44), o Professor Emérito Benjamin Isaac do Departamento de Clássicos (45) e a Professora Emérito Elana Shohamy da Faculdade de Educação (47).

Foto: National Eye Institute (Wikimidia Commons)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *