Recruta das FDI suspeito de participar de grupo terrorista

As forças de segurança israelenses anunciaram, nesta quinta-feira, a prisão do recruta beduíno das FDI por suspeita de pertencer a uma facção terrorista de Gaza.

O suspeito, Shada Abu al-Kia’an, 25 anos, morador de Hura, no Negev, foi detido em 30 de maio, poucos dias depois de se alistar, de acordo com um comunicado da Agência de Segurança de Israel (Shin Bet).

“A investigação do Shin Bet revelou que ele havia sido recrutado por uma infraestrutura militar da Faixa de Gaza pertencente à organização Kata’ab al-Muhajadin. Ele estava realizando várias missões para essa infraestrutura, incluindo coleta de inteligência, fotografando locais em Israel e roubando armas de fogo com a intenção de transferi-las para elementos terroristas”, disse o Shin Bet em comunicado.

Abu al-Kia’an foi instruído pelo grupo terrorista a se alistar nas FDI, com o objetivo de coletar informações da inteligência e promover atividades terroristas, segundo a agência.

LEIA TAMBÉM

“A maioria de seus passos no contexto de sua adesão aos terroristas de Gaza ocorreu antes de seu alistamento, e ele foi preso dias depois de se alistar”, disse o Shin Bet.

O Shin Bet concluiu de sua investigação que o motivo de Abu al-Kia’an foi a identificação com organizações terroristas de Gaza e um desejo de se vingar de Israel pela aplicação da lei contra a casa construída ilegalmente de sua família.

Fonte: Jpost
Foto: Cortesia FDI