Hamas apresenta plano para troca de prisioneiros

O Hamas apresentou aos mediadores um “roteiro claro” para um acordo de troca de prisioneiros com Israel, disse Zaher Jabarin, membro do bureau político do Hamas, na segunda-feira.

Jabarin não forneceu detalhes sobre o alegado roteiro. Ele também não citou os mediadores envolvidos nos contatos para chegar a um acordo de troca de prisioneiros, embora se acredite que os egípcios estejam liderando os esforços para garantir um acordo entre Israel e o Hamas.

A liderança do Hamas e seu braço armado “prestam atenção especial à questão dos prisioneiros, especialmente aqueles que cumprem penas longas”, disse Jabarin.

Jabarin também disse que o Hamas insistia na libertação de todos os ex-prisioneiros que foram novamente presos após serem libertados no acordo de troca de prisioneiros de Gilad Shalit.

O acordo de 2011, intermediado por mediadores alemães e egípcios, resultou na libertação de 1.027 prisioneiros palestinos em troca do soldado das Forças de Defesa de Israel (FDI) sequestrado, que estava detido na Faixa de Gaza.

LEIA TAMBÉM

“Libertar os prisioneiros do último acordo de troca que foram presos novamente será uma condição para a conclusão de qualquer acordo futuro”, disse Jabarin em um comunicado. “A ocupação tenta obter informações sobre seus soldados sem pagar nenhum preço”.

O Hamas está retendo os corpos dos soldados das FDI Oron Shaul e Hadar Goldin, mortos na guerra de 2014 com Israel, bem como dois cidadãos israelenses, Avera Mengistu e Hisham al-Sayed, que cruzaram a Faixa de Gaza por conta própria em 2014 e 2015, respectivamente.

Fonte: The Jerusalem Post
Foto: Cortesia famílias