Israel prende os últimos dois terroristas fugitivos

Duas semanas depois que seis terroristas palestinos escaparam da prisão de Gilboa, Israel prendeu os dois últimos fugitivos, no final do sábado, em Jenin.

Os dois presos foram levados sem resistência. Dois palestinos que ajudaram os dois prisioneiros também foram presos pelas forças israelenses.

Forças da Unidade Especial de Polícia contra o Terror, o Shin Bet e as Forças de Defesa de Israel (FDI) localizaram os dois terroristas, Iham Kamamji e Munadil Nafiyat, em uma casa em Jenin.

Israel sabia há dias que esses dois prisioneiros fugitivos estavam em Jenin e obteve informações de fontes de inteligência em que prédio eles estavam escondidos, mas se prepararam por vários dias antes de completar a operação de prisão.

Enquanto as forças de segurança deixavam a cidade, eclodiram confrontos com palestinos em vários locais, com pedras e explosivos lançados e tiros disparados contra as forças israelenses. Três palestinos ficaram levemente feridos durante os confrontos, de acordo com informações da mídia palestina. Nenhum ferido foi relatado entre as forças israelenses.

LEIA TAMBÉM

Homens armados palestinos em Jenin disseram no fim de semana que estavam preparados para impedir qualquer tentativa das FDI de entrar na cidade ou em seu campo de refugiados em busca dos dois prisioneiros que escaparam da prisão de Gilboa.

Os palestinos disseram que formaram uma “Sala de Operações Conjuntas” composta por representantes de várias facções para repelir uma possível “invasão” das FDI.

Fontes palestinas disseram que os homens pertenciam a vários grupos armados afiliados ao Fatah, ao Hamas e à Jihad Islâmica Palestina.

A fuga ocorreu em 6 de setembro. Dois prisioneiros foram capturados em 10 de setembro e mais dois no dia seguinte. Após a fuga, Israel ordenou uma revisão de todas as estruturas prisionais.

O primeiro-ministro Naftali Bennett respondeu à captura dos dois prisioneiros na manhã de domingo, dizendo “tudo feito. Todos os seis terroristas foram capturados e retornarão à prisão, em uma operação impressionante, sofisticada e rápida pelo Shin Bet, a polícia e as FDI”.

Bennett agradeceu às forças de segurança por trabalharem incansavelmente dia e noite para capturar os prisioneiros fugitivos, acrescentando que “o que deu errado pode ser reparado”.

Fontes: Hamodia e The Jerusalem Post
Foto: Shin Bet

One thought on “Israel prende os últimos dois terroristas fugitivos

Fechado para comentários.