Série sobre o amor proibido na comunidade ortodoxa

A série da diretora Rama Burshtein-Shai, Fire Dance, que conta a história de um amor impossível ambientada em uma comunidade religiosa ultraortodoxa participará da Series Mania, a prestigiada competição internacional de televisão, que será realizada em Lille, França, a partir de 18 de março.

A série de sete capítulos conta a história de amadurecimento de uma jovem problemática, Faigie, que cresceu em um lar desfeito e se apaixona perdidamente por Nathan, o filho casado de 35 anos do líder da comunidade ultraortodoxa onde ambos vivem. Nathan também é dono de uma oficina que emprega costureiras com doenças mentais, dirigida pela mãe de Faigie, Rayzee.

Após uma tentativa fracassada de suicídio, Faigie se torna parte da família de Nathan, ajudando a administrar a casa enquanto a esposa de Nathan, Yocheved, está grávida de seu primeiro filho, após quase duas décadas de casamento. O vínculo entre as duas famílias se estreita à medida que Faigie se aproxima perigosamente de Nathan.

Rama Burshtein-Shai nasceu em Nova York, EUA, em 1967. Ela se formou na Sam Spiegel Film and Television School, em Jerusalém, em 1994. Durante esses anos, Rama tornou-se profundamente religiosa e, ao se formar, dedicou-se a promover o cinema como ferramenta de autoexpressão na comunidade ortodoxa. Ela é casada e mãe de quatro filhos e vive em Israel.

A cineasta é conhecida pelo drama de 2012 “Fill The Void”, que foi exibido nos festivais de Sundance, Veneza, Londres e Nova York.

LEIA TAMBÉM

Segundo Sharon Levi, da Yes Studios, “Fire Dance, através do talentoso criador Rama Burshtein-Shai, dá aos espectadores, um olhar honesto e ousado em uma das comunidades ultrarreligiosas mais intrigantes e fechadas. A série trata de uma história de amor impossível de um ponto de vista autêntico e honesto. A Yes Studios está orgulhosa e animada em apresentar este drama fascinante para o público internacional”.

Fonte: Deadline
Foto: Yes Studio

2 thoughts on “Série sobre o amor proibido na comunidade ortodoxa

Fechado para comentários.

%d blogueiros gostam disto: