Sinagoga Assayag vai abrigar o Museu Judaico de Tânger

A sinagoga Assayag, em Tânger, vai abrigar um novo Museu Judaico, cujo projeto de reabilitação é da arquiteta Malika Laâroussi e o da exposição de Isabelle Timsit.

Durante uma sessão de trabalho com Mohammed M’Hidia, wali (autoridade) da região de Tânger, o Secretário-Geral do Conselho das Comunidades Judaicas de Marrocos, Serge Berdugo, lembrou que esta sinagoga foi fundada em 1890 e que projetos de restauração visam criar um museu para expor os artefatos, documentos e fotos, da comunidade judaica de Tânger. A exposição vai permitir aos visitantes conhecer a história do povo judeu da cidade, a Sinagoga Nahon, a Sinagoga Akiba, o Museu Judaico de Tânger e a Rua do Cemitério Histórico de Portugal.

A obra, patrocinada pela Fundação “Dona e Haïm Benchimol”, a Comunidade Judaica de Tânger e a Fundação do Património Cultural Judaico-Marroquino, deverá estar concluída em 10 meses.

LEIA TAMBÉM

Berdugo comunicou M’Hidia, a decisão da comunidade judaica local de colocar à disposição das autoridades de Tânger o edifício da “Cuna”, a emblemática maternidade da comunidade judaica, que será reabilitada segundo as normas para receber voluntariamente as parturientes da cidade.

Ele também anunciou a inauguração de um restaurante casher.

Fonte: European Jewish Congress

Foto: Osama Shukir Muhammed Amin FRCP(Glasg). CC BY-SA 4.0, (Wikimedia Commons). Museu judaico de Casablanca