Site que promovia “Miss Hitler” é retirado do ar

O Comitê Antidifamação Australiano (ADC) conseguiu que a plataforma GoDaddy.com tirasse do ar um site antissemita que promove um concurso de beleza denominado “Miss Hitler”.

Segundo o site são elegíveis para se registrar no concurso somente “mulheres que respeitam Hitler”. As candidatas devem enviar uma foto com algumas palavras explicando por que “amam e reverenciam o Terceiro Reich de Adolf Hitler”.

No site do Revisionismo Histórico da Verdade Mundial, a promoção para a “Miss Hitler 2020”, é chamada de “a competição mais importante do mundo”. A campanha promocional mostra as participantes de concursos passados retratadas em comícios neonazistas ou posando com recordações nazistas.

“Essa feia demonstração de antissemitismo abjeto dos negadores do Holocausto e dos neonazistas demonstra mais uma vez que existem grupos extremistas por aí determinados a recrutar jovens para sua causa perigosa.

“É assustador pensar que há mulheres, inclusive da Austrália, que optam por participar desse tipo de competição,”, disse o presidente da ADC, Dvir Abramovich.

Leia também

A Comissão Antidifamação argumentou que o movimento contraria as próprias diretrizes da GoDaddy, que é contra qualquer discurso de ódio. O apelo surtiu efeito. A GoDaddy retirou o site do ar afirmando que, de fato, ia contra as regras da empresa. “Nós suspendemos a conta e informamos ao proprietário já que violavam nossos termos de serviço”, afirmou a GoDaddy.com.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *